Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

As melhores fotografias do World Press Photo estão em exposição no Fórum da Maia

Ver

O World Press Photo 2018 mostra, no Fórum da Maia, as imagens vencedoras do concurso internacional que distinguiu 161 fotografias de 42 fotógrafos, oriundos de 22 países. Para ver até início de dezembro

É do venezuelano Ronaldo Schemidt a fotografia vencedora do World Press Photo 2018, intitulada "Crise na Venezuela", na categoria Notícias
1 / 7

É do venezuelano Ronaldo Schemidt a fotografia vencedora do World Press Photo 2018, intitulada "Crise na Venezuela", na categoria Notícias

Ronaldo Schemidt

A foto de Adam Ferguson (Austrália) de Aisha, 14 anos, sequestrada pelo Boko Haram, uma das jovens mulheres que escapou ao destino de ser bombista suicida na Nigéria, venceu a categoria Pessoas
2 / 7

A foto de Adam Ferguson (Austrália) de Aisha, 14 anos, sequestrada pelo Boko Haram, uma das jovens mulheres que escapou ao destino de ser bombista suicida na Nigéria, venceu a categoria Pessoas

Adam Ferguson

A fotografia do holandês Kadir von Lohvisen, membro da agência Noor, captada no aterro de Olusosun, em Lagos, Nigéria, foi distinguida com o 1º prémio reportagem na categoria Meio Ambiente
3 / 7

A fotografia do holandês Kadir von Lohvisen, membro da agência Noor, captada no aterro de Olusosun, em Lagos, Nigéria, foi distinguida com o 1º prémio reportagem na categoria Meio Ambiente

Kadir van Lohuizen/NOOR

Nos Camarões, as mulheres são obrigadas a prender os seios. A foto de Heba Khamis venceu a categoria Temas Contemporâneos
4 / 7

Nos Camarões, as mulheres são obrigadas a prender os seios. A foto de Heba Khamis venceu a categoria Temas Contemporâneos

Heba Khamis

"Waiting for freedom": um jovem rinoceronte branco é sedado e vendado antes de ser libertado no Parque de Okavango. A foto de Neil Aldridge venceu a categoria Ambiente
5 / 7

"Waiting for freedom": um jovem rinoceronte branco é sedado e vendado antes de ser libertado no Parque de Okavango. A foto de Neil Aldridge venceu a categoria Ambiente

Neil Aldridge

Cadáveres de refugiados royngya que morreram quando tentavam fugir de barco da Birmânia. A foto de Patrick Brown, "Royngya crisis", venceu a categoria Notícias Gerais
6 / 7

Cadáveres de refugiados royngya que morreram quando tentavam fugir de barco da Birmânia. A foto de Patrick Brown, "Royngya crisis", venceu a categoria Notícias Gerais

Patrick Brown

A foto de Jesco Denzel tirada na Nigéria, intitulada "Zona costeira de Lagos sobre ameaça", venceu a categoria de Temas Contemporâneos
7 / 7

A foto de Jesco Denzel tirada na Nigéria, intitulada "Zona costeira de Lagos sobre ameaça", venceu a categoria de Temas Contemporâneos

Jesco Denzel

Retrato do mundo em que vivemos, a exposição organizada pelo World Press Photo (que passou por Lisboa em abril) apresenta, em 2018, uma nova categoria que ecoa as recentes realidades: meio ambiente. Exemplos disso são as reportagens feitas na Nigéria e no Botswana: na primeira, o holandês Kadir von Lohvisen recebeu o 1º Prémio Reportagem Meio Ambiente, pelo trabalho desenvolvido no aterro de Olusosun, em Lagos; na segunda reportagem, Neil Aldridge conquistou o 1º Prémio Singular, pelo retrato de um rinoceronte-branco-do-sul, vendado à espera de ser libertado no Parque de Okavango.

Estas são algumas das 161 fotografias distinguidas, de 42 fotógrafos originários de 22 países, incluindo a imagem do ano: José Víctor Salazar em chamas, como uma “tocha humana”, durante os protestos contra o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, captado por Ronaldo Schmidt. A curadora Carla Vlaun defendeu à VISÃO que importa ver estas fotografias de perto: “Estamos muito escondidos atrás dos telefones. É importante ver ao vivo e interagir com estas histórias. Este é um ambiente propício para fazer perguntas, levantar questões.”

World Press Photo 2018 > Fórum da Maia > R. Eng. Duarte Pacheco, Maia > T. 22 940 8643 > 10 nov-2 dez, ter-dom 9h-22h > grátis