Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Ivan Lins no Porto e em Lisboa, para um encontro de irmãos

Ver

O músico e compositor brasileiro Ivan Lins regressa a Portugal para dois concertos em nome próprio, com muitos convidados portugueses. Esta quarta-feira, 17, na Casa da Música, no Porto, e quinta-feira, 18, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa

Para estar com ele em palco, Ivan Lins convidou alguns amigos portugueses

Para estar com ele em palco, Ivan Lins convidou alguns amigos portugueses

Os quase 50 anos de carreira, os mais de 40 discos e os 5 Grammy já arrecadados são apenas um mero resumo da carreira de Ivan Lins, que não faz justiça ao percurso (e ao legado) de um dos mais importantes músicos e compositores da Música Popular Brasileira (MPB). Filho de um militar, formou-se em Química Industrial, mas o destino ficou-lhe traçado quando, aos 18 anos, começou a tocar piano, influenciado pelas sonoridades do jazz e da soul que lhe chegavam dos Estados Unidos da América.

Após algumas aparições em festivais da canção, o primeiro grande êxito chegaria logo em 1970, pela voz de Elis Regina, para quem compôs o tema Madalena. Apesar de ser um exímio pianista e excelente cantor, foi como compositor que este carioca de 71 anos se tornou numa das maiores figuras da MPB, escrevendo e compondo canções para gente tão diversa como Simone, Gal Costa, Emílio Santiago ou Quarteto em Cy. Um reconhecimento que, a partir da década de 80, extravasou também as fronteiras do seu país natal.

Desde então, composições suas foram gravadas por gente tão variada e distinta como Sarah Vaughan, Quincy Jones, Ella Fitzgerald, Carmen McRae, George Benson, The Manhattan Transfer, Sting, Diana Krall, Barbra Streisand ou Michael Bublé. Com discos gravados e editados um pouco por todo o mundo, também em Portugal Ivan Lins já deixou a sua marca: é bastante conhecida a sua velha amizade com Carlos do Carmo e, mais recentemente, gravou com António Zambujo e Cuca Roseta. Sentir-se-á portanto como em casa, nestes dois concertos em nome próprio, para os quais convidou alguns amigos portugueses, como António Serrano e Sofia Vitória. No Porto, terá ainda a companhia de Rui Veloso e de Ricardo Ribeiro e, em Lisboa, a de Paulo de Carvalho e Agir.

Casa da Música > Av. da Boavista, 604-610, Porto > T. 22 012 0220 > 17 mai, qua 21h > €30 a €35
Centro Cultural de Belém > Pç. do Império, Lisboa > T. 21 361 2400 > 18 mai, qui 21h > €15 a €50