Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Novos brunches para começar o dia devagarinho

Comer e beber

Uns ficam-se pelos croissants, iogurtes e ovos. Outros mais parecem banquetes, com sopas, saladas e pratos principais. Uns e outros querem-se sem pressas, gozando a preguiça e as horas que, durante a semana, não existem. Roteiro dos novos “brunches” de Lisboa e do Porto

O brunch do Villa Tamariz Utopia, no Estoril, tem opções para todos os apetites

O brunch do Villa Tamariz Utopia, no Estoril, tem opções para todos os apetites

1. Villa Tamariz Utopia

Acordar a horas tardias e ir espreguiçar-se lentamente para o restaurante Villa Tamariz Utopia, no Estoril, instalado num palacete de 1929, mesmo em frente ao mar, enquanto se aprecia o recente brunch, é a sugestão. A ementa preparada por Mário Cruz, chefe responsável pela cozinha do Villa Tamariz Utopia, inclui opções para todo o tipo de apetites. Para os mais leves, há omeletas, ovos mexidos, ovos benedict, iogurtes, granolas e diversas saladas, como a de algas, gengibre e cenoura. Para os mais vorazes, pato com farinheira e arroz de bacalhau. E isto só para mencionar alguns exemplos. O resto, como é habitual dizer-se, é paisagem – e, em cada intervalo de uma garfada, aprecie-se a vista de areal e mar. Praia do Tamariz, Estoril, Cascais > T. 91 012 7990 > dom 12h-16h > ​€25 (adultos), €12,50 (até 11 anos)

No Tapas Amália, há petiscos portugueses servidos em versão buffet

No Tapas Amália, há petiscos portugueses servidos em versão buffet

José Caria

2. Tapas Amália

É na esplanada do jardim da Casa-Museu Amália Rodrigues, em Lisboa, que apetece estar sentado a apreciar o novo brunch da cafetaria Tapas Amália – se possível, numa mesa perto da laranjeira onde o papagaio Chico, que viveu durante 15 anos com a fadista, está empoleirado. Para comer, todos os domingos, há petiscos portugueses, servidos em versão buffet: bacalhau com grão, feijão frade com atum, cogumelos braseados com cebola roxa caramelizada. Aos quais se juntam ainda outros sabores: salmão com guacamole, queijos, iogurte com granola, bolos caseiros, entre outras sugestões salgadas e doces, que são degustadas ao som do fado de Amália. Casa-Museu Amália Rodrigues > R. de São Bento, 193, Lisboa > T. 91 813 0595 > dom 12h-16h30 > €12

O Glass Terrace, no Sheraton Cascais Resort, serve verdadeiros banquetes aos domingos

O Glass Terrace, no Sheraton Cascais Resort, serve verdadeiros banquetes aos domingos

3. Glass Terrace

Um grande buffet ocupa várias mesas, dentro e fora do restaurante Glass Terrace, no Sheraton Cascais Resort, em Cascais. Desde meados de agosto que os apreciadores de brunches podem degustar um verdadeiro banquete, com diversos pratos quentes e frios. Uma das peças-base desta refeição descontraída e com horário prolongado é o barbacue. Ali, grelha-se de tudo um pouco: desde os hambúrgueres, a fatias de picanha, passando pelo rosbife, frango, salsichas, espetadas de carne e de peixe. “Com a mudança da estação, queremos fazer uma cozinha mais acolhedora, com comida de tacho”, diz José Vieira, 47 anos, chefe de cozinha. Uma das novidades, que será servida a partir do início de novembro, serão os rissotos da horta, um prato que os clientes podem juntar as sementes (linhaça, papoila ou abóbora), os legumes (curgete, cogumelos) e as ervas, por exemplo. A sopa de feijão, as rabanadas e as pataniscas de bacalhau com arroz de feijão também vão entrar na carta em breve. Tudo isto pode ser degustado, em dias de sol, no jardim e com cheirinho a lenha. Sheraton Cascais Resort > R. das Palmeiras, Lt. 5, Quinta da Marinha, Cascais > T. 21 482 9100 > dom 12h30-16h > €29 (adultos) €14,50 (6-12 anos, grátis até 5 anos)

Na geladaria UAU os brunches terminam sempre, claro, com um gelado

Na geladaria UAU os brunches terminam sempre, claro, com um gelado

4. Uau

O sabor a torradas barradas com manteiga ou a compota de abóbora dá início ao brunch servido na geladaria UAU, aberta este verão, num dos armazéns da Doca de Santo Amaro, em Lisboa. Em seguida, o cliente terá de fazer diversas escolhas, entre elas, a dos ovos que quer incluir nesta refeição que mistura o pequeno- -almoço e o almoço. Na ementa há três opções: benedict (com presunto), arlington (com salmão fumado) e florentin (com espinafres). Passando para os sabores doces, há panquecas normais ou com banana e aveia, e, se preferir, iogurte natural com fruta e granola, que podem acompanhar-se com um capuccino, chocolate quente ou um chá. Um gelado de fruta (manga, goiaba, pêssego, entre outras sugestões), servido num pau e dentro de um frasco, encerra este brunch, para ser tomado à beira-Tejo. Doca de Santo Amaro, armazém 13, Lisboa > T. 91 039 0767 > sáb-dom 12h-16h30 > €12

No Tabik, servem-se brunches inspirados nas obras de artistas

No Tabik, servem-se brunches inspirados nas obras de artistas

5. Tabik

“Baseei-me na biografia da artista Catarina Mantero, que está a viver nos EUA”, diz Hugo Dias de Castro, de 27 anos, chefe de cozinha do Tabik, em Lisboa, sobre o novo brunch, que está a ser servido desde o início do mês. Trata-se da segunda exposição inserida na Tabik’Art Sessions, que durante quatro meses dará a oportunidade a quatro artistas de divulgar os seus trabalhos no restaurante, especializado em “cozinha de conforto” e descomplicada. A acompanhar cada mostra mensal, será servido um brunch inspirado na obra do artista. “Quis trazer um pouco dos EUA para Lisboa e, por isso, idealizei uma carta que pode ser degustada até ao último sábado de outubro, com sabores muito americanos, como é o caso dos tacos de peixe e o entrecôte com barbecue e batatas gratinadas com cheddar. Este último prato, carregado de sabor, é ideal para apetites mais vorazes”, conta Hugo Dias de Castro. Mas há mais para saborear, como a salada de couve com maionese de chipotle, ovos benedict com bacon e as sobremesas cheesecake e o caramel brownie. É através da cor que o chefe consegue criar a ligação aos 16 quadros da artista Catarina Mantero que decoram a sala do restaurante. Av. da Liberdade, 29A, Lisboa > T. 21 347 0549 > sáb 12h-15h30 > €25 (adultos), €12,50 (6-12 anos, grátis até 6 anos)

São três as opções de brunches no Mad Marry

São três as opções de brunches no Mad Marry

José Caria

6. Mad Mary

Dentro do cestinho branco, vêm quatro tipos de pão: integral, sementes, mistura e baguete. Ao lado, e em cima de uma tábua de ardósia, há fatias de fiambre, requeijão (em alternativa, queijo fresco) e um sortido de compotas caseiras. Todas estas sugestões ligam bem com o pão que todos os dias é cozido na fábrica que fica no rés do chão desta cafetaria. “Desde os preparativos, e até chegar às prateleiras e ao prato do cliente, o pão leva cerca de 18 horas a fazer, segundo métodos artesanais. Um processo que lhe dá mais sabor, durabilidade e o torna mais saudável”, diz Madalena Sá da Bandeira, 53 anos, uma das proprietárias da Mad Mary Cuisine, aberta há três meses em Lisboa. Na mesa, e com o brunch, chega ainda uma taça com granola feita na casa, a companhia ideal do iogurte de origem biológica e da taça de fruta da época. Estes são apenas alguns ingredientes que fazem parte do brunch Mad (€14), o mais básico das três opções da ementa, o brunch Mary (€16) e o Mad Mary (€18), o primeiro com puré de abacate e caviar de beringela, o segundo com salada de couscous e quinoa e os legumes grelhados. R. Rodrigues Sampaio, 29, Lisboa > T. 21 354 0317 > sáb 8h-18h > €14, €16 e €18

No Água no Bico, o brunch pode começar com uma sopa de legumes com sementes

No Água no Bico, o brunch pode começar com uma sopa de legumes com sementes

7. Água no Bico

A sopa de legumes com sementes é uma das sugestões que aconchega os estômagos dos clientes que enchem aos domingos a Água no Bico, no novo Polo Cultural das Gaivotas, em Lisboa. A culpa é do novo brunch da cafetaria. Para o saborear, pode seguir as sugestões de Nuno Carrusca, 40 anos, chefe de cozinha e proprietário do Água do Bico: “Depois da sopa, aconselho os ovos mexidos com cogumelos e ervas, acompanhado por um sumo de abacaxi e hortelã. Para terminar, uma fatia de bolo de figos com amêndoa, sem glúten, sem açúcar e sem lactose”. Se preferir outros sabores, basta consultar a ementa e escolher o prato principal e a sobremesa – a sopa, o copo de sumo ou de vinho e o café estão incluídos no menu. “A carta inclui uma seleção de pratos que vão desde uma tiborna de veado a uma salada de bacalhau marinado, não esquecendo os couscous de frutos secos com cogumelos selvagens”, diz Nuno Carrusca, responsável pela cafetaria especializada nas dietas paleo, vegetariana, vegan e crudívora. As sugestões vão mudando consoante os ingredientes que Nuno encontra nos produtores locais. R. das Gaivotas, 8, Lisboa > T. 91 011 1470 > dom 12h30-15h > €10

Na cafetaria O Corvo, na Mouraria, servem-se dois brunches diferentes

Na cafetaria O Corvo, na Mouraria, servem-se dois brunches diferentes

José Caria

8. O Corvo

Na cafetaria O Corvo, no castiço Largo dos Trigueiros, na Mouraria, servem-se dois brunches. Um é composto por salada de fruta, iogurte, granola caseira, queijo fresco e panquecas de aveia, um sumo de fruta natural e uma bebida quente (€11). O outro inclui um cesto de pão, croissant, pratos de queijos, carnes frias, ovos mexidos, entre outros mimos (€12,50). Pedem ambos uma mesa nesta esplanada decorada com uma fonte, uma árvore vestida de renda, três bancos de jardim e algumas fitas que ali ficaram esquecidas dos Santos Populares. Lg. dos Trigueiros, 15A, Lisboa > T. 21 886 0545 > sáb-dom e fer 10h-16h > €11 e €12,50

O The Decadente tem brunch aos sábados e aos domingos

O The Decadente tem brunch aos sábados e aos domingos

9. The Decadente

Prepare-se o estômago com sabores leves: pães variados, com manteiga e compotas e um iogurte com muesli caseiro e fruta. Em seguida, e depois de uma pausa, avance-se para um peito de frango grelhado em bolo do caco com bacon, ovo, queijo da ilha, alface e molho holandês, ou para o Salmão Vai Crú, que consiste num tártaro de salmão com cornichons, abacate, mostarda e bulgur com legumes. Há, ainda, o Veggie Much, uma panqueca de farinha de milho e vegetais, ratatouille e manjericão, para quem dispensar a carne e o peixe. A estas opções, o novo brunch, servido ao sábado e domingo e que inclui uma entrada, prato principal, sumo e café, acrescenta ainda uma sobremesa, que pode ser uma panqueca de trigo com Nutella, banana caramelizada e crumble (€3). R. de São Pedro de Alcântara, 83, Lisboa > T. 21 130 3306 > sáb-dom 12h-16h > €13

Os brunches da Champanheria da Baixa Bistrô prolongam-se pela tarde

Os brunches da Champanheria da Baixa Bistrô prolongam-se pela tarde

10. Champanheria da Baixa Bistrô

O flute de espumante e as panquecas não figuram entre as iguarias exibidas dentro de copos, cestinhas, taças e tábuas de cozinha, embora nunca faltem neste brunch. Tal como a sangria, a bebida mais pedida no bistrô. O buffet estende-se ao longo de três mesas e “demora mais de uma hora a montar”, diz Bruno Gomes, um dos sócios da Champanheira da Baixa, enquanto corta legumes, lamina frutas e alinha queijos e enchidos. Para depois os dispor, em formas quase geométricas que, garante, “sabem tão bem quanto parece”. Ou não fossem as frutas, os legumes e alguns enchidos provenientes de bancas do vizinho Mercado do Bolhão. Ao bem recheado buffet de pães e croissants, queijos e fumados, cereais e compotas, juntam-se saladas e legumes recheados. Nos quentes, a sair da cozinha, há sopa e diversas variantes de ovo (bacon, mexido, benedict ou clementine). E, se a gula permitir, que marchem as panquecas, com nata fresca e frutos vermelhos, mel e nozes ou, simplesmente, com nutella e os doces de copo ou à fatia. Para beber, opte pelo espumante em flute ou sangria, vinho ou sumos naturais. Aconselha-se reserva com antecedência, pois este bar, bem ao estilo dos anos 50, costuma esgotar os lugares na hora do brunch. “Há quem chegue à primeira hora e fique até ao final da tarde.” R. Sá da Bandeira, 467, Porto > T. 22 323 5254 > dom 13h-16h > €22,50 (adultos), €11,25 (até 10 anos)

No Porto, o brunch do Hotel Crowne Plaza, aos domingos, arrisca-se a ser o mais completo da cidade

No Porto, o brunch do Hotel Crowne Plaza, aos domingos, arrisca-se a ser o mais completo da cidade

11. Hotel Crowne Plaza

Arrisca-se a ser o brunch mais completo da cidade. Difícil será mesmo escolher, entre os pratos mais consistentes que podiam estar na carta do restaurante Poivron Rouge ou as mais de 40 sugestões em formato buffet. A pensar na refeição familiar, e “inspirado na gastronomia tradicional portuguesa”, o chefe Jorge Sousa altera os pratos de carne e peixe todas as semanas. Perde-se a conta aos muffins, pães, petit fours, compotas, semifrios, pastéis de nata, queijos, empadas, quiches, minibifes em bolo do caco. E ovos mexidos com espargos ou fiambre, preparados ali mesmo na sala. Reserve-se lugar para os crepes recheados com maple syrup, que “não é mel, nem melaço, mas é melhor que os dois juntos”, nota o chefe. Av. da Boavista, 1466, Porto > T. 22 607 2500 > dom 12h30-15h > €22 (adultos), €11 (5-10 anos, grátis até 3 anos)

Comida orgânica no brunch do Food & Friends

Comida orgânica no brunch do Food & Friends

12. Food & Friends

Aos fins de semana, o clube notívago da Rua do Breyner “levanta-se” mais cedo para acolher a comida orgânica, que junta amigos à volta da mesa. “No Food & Friends todos os legumes e vegetais são de produção biológica”, afiança Vera Lopes, que partilha o bar com Sofia Andrade. Por sugestão delas, experimentam-se as quinoa bites, com aparência de queque à base de quinoa e legumes salteados com queijo, acompanhadas de pão (nas variedades kamut, espelta, integral ou rústico), da tábua mista de queijos e enchidos, das panquecas, das manteigas aromatizadas (menta e lima, alho, tomate seco) e das compotas. A carta inclui sempre uma opção vegan. Para terminar há bolo caseiro (lima, abóbora ou chocolate e coco) e um prato de fruta da época biológica, além de limonada, cappucucino e café. Breyner85 > R. do Breyner, 85, Porto > T. 91 302 6512, 93 644 0866 > sáb-dom 12h-15h > €10

E ainda... 5 brunches a qualquer hora, em qualquer dia da semana

Tartine Um cesto de pão (com croissant, pão brioche ou pain au chocolat), uma bebida quente, um sumo de laranja, a granola caseira com iogurte biológico e um prato com fiambre, queijo, doce e manteiga. R. Serpa Pinto, 15A, Lisboa > T. 21 342 9108 > seg-sex 8h-12h, sáb-dom 10h-17h > €14

Papa Mais Um míni brunch, pensado para os mais pequenos: ovos mexidos, iogurte, míni croissants, queque de chocolate... R. da Vera Cruz, Oeiras > T. 21 4426781 > seg-sáb 8h-16h30 > €5

Casinha Boutique da Baixa Croissants ou scones, bolo caseiro, compotas, iogurte grego, manteigas e ainda sopa, ovos mexidos com ervas e presunto e fatias de pão torrado. R. Mouzinho da Silveira, 324, Porto > T. 22 324 1377 > seg-sáb 9h-24h, dom 10h-24h > €9,85 e €10,95

The Bird Brunch de manhã à noite, com ovos mexidos e bacon, scones ou uma fatia de bolo, um chá ou um cappuccino e sumo de laranja. R. da Agra, 143, Porto > T. 22 321 6591 > seg-dom 11h-20h > €12

Casa de chá Mil Folhas De terça a sábado, brunch em formato míni com duas torradas, sumo de laranja natural, ovos mexidos com bacon, éclair, chá e café (€6). Ao domingo, serviço buffet com mesa de doces e salgados (€9,50). R. Hintze Ribeiro, 510, Leça da Palmeira, Matosinhos > T. 91 536 0139 > ter-sáb 10h-16h, dom 11h-16h > €6 e €9,50