“Não me acordes! Eu quero dormir” Visão Saúde
VISÃO Saúde

Andamos a fazer cada vez menos sexo, dizem as estatísticas. Mas porquê?

Em plena era de banalização das relações sexuais, a sua frequência está em queda, ao que parece, a nível mundial. É possível encontrar um culpado?

"Bomba" por mensagem pode bloquear ou mesmo desligar os iPhones
Sociedade

Maratonas de sexo químico chegam a Espanha, via telemóvel

Depois de mais uma morte noticiada em Inglaterra, no mês passado, as maratonas de sexo impulsionadas pelo consumo de drogas, mais populares entre a comunidade gay, começam a preocupar também os espanhóis. Uma aplicação no telemóvel parece facilitar estes encontros sexuais em grupo que chegam a durar três dias, sem intervalos para dormir.

Rui Antunes