LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O milagre das rosas de Marta Temido

18 mil camas no SNS só para Covid? Será que percebemos bem? Faltou fazer uma pergunta, mas é de importância menor: com tantas camas dedicadas à Covid-19, tantos internados, será que não precisam de equipas médicas, de enfermagem, técnicos de saúde e tantos outros que assegurem o tratamento adequado? Ou só pensaram nas camas?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Orçamento sem Bloco

Governar ao sabor da vontade política de outros partidos é demasiado inseguro, arriscado, e de futuro incerto. E tanto pior será, quanto maior a crise pandémica e económica

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Trump dá tudo por tudo

Robert Cahaly, especialista em sondagens do Trafalgar Group, o mesmo que em 2016, na mesma altura, e quando ninguém acreditava, deu a vitória a Trump, volta, de novo, a prever, a 11 dias das eleições, um mínimo de 270 votos do Colégio Eleitoral para o presidente, o que significa a vitória

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O desastre checo vai atingir-nos

É preciso dizer que o chefe do Governo da República Checa, Andrej Babis, recusava-se, há semanas, e já com números catastróficos, a reconfinar o país, para proteger a economia. Onde é que já ouvimos isto, vezes sem conta?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Um dia louco na campanha americana

Mas quando se passa para a campanha do presidente, então a grandeza, o aparato, e a loucura assume outras dimensões. Fazer, num só dia, quatro ou cinco comícios, em estados diferentes e distantes, é entrar noutro planeta

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A fascinante dança do BE

O Bloco, em particular, e a sua líder, Catarina Martins, e também Mariana Mortágua, (a anjinha e a diabinha) conseguem sempre a proeza de estar no sítio político certo, e no momento único, em que têm as cartas para ganhar o jogo

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

129 por 100 mil é suicidário

129 contagiados por 100 mil habitantes não é uma abstração, um número esotérico, um pormenor matemático, uma pirraça dos especialistas. É uma taxa muito grave para a nossa saúde pública, que está a um nível inaceitável

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Biden em alerta

Não há palavras. Alguém estará enganado. Ou estes, ou os outros todos, que são muitos. Adivinha-se uma noite de terça-feira, 3 de Novembro, muito atribulada. No mínimo.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Qual é a nossa linha vermelha?

Estamos à espera da vacina americana e alemã da Pfizer? Estamos a ver se a febre baixa? Estamos a contar as camas que ainda sobram? Nunca estivemos tão mal, como agora, e só porque aprendemos a lidar com o medo do vírus é que não se faz nada mais vigoroso?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Stayaway da Stayaway

Como em Portugal só testamos as pessoas que apresentam sinais de Covid, ou aquelas que contactaram de perto com um caso positivo, a StayAway não serve para coisa nenhuma. Obrigatória ou voluntária. Só desumaniza, afasta e torna mais cruel essa doença

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Covid à portuguesa: Pior é possível!

A gravidade da evolução da Covid-19 já não dá para disfarçar, empurrar, deixar andar. Os nossos números, à nossa escala, são verdadeiramente preocupantes, e serão assustadores quando chegarmos aos 3 mil

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A mágica do PIB para 2021

Garantir, em outubro de 2020 - no quadro em que estamos, e vamos continuar a estar, no próximo ano - que a riqueza nacional anual vai crescer 5,4% é ilusionismo puro e arrojado

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O Orçamento dos dogmas

Claro que se pode fazer um Orçamento completamente irreal, não atingível, e com pressupostos mágicos. Claro que se tem sempre a possibilidade de fazer um retificativo, e mais outro, e aqueloutro. É como navegar pelas estrelas, mas com o céu totalmente nublado

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

EUA: Três velhos (234 anos) a votos!

É o que existe no menu dos eleitores: dois velhos que dificilmente aguentarão os seus mandatos, e uma speaker que já passou o prazo de validade. Que filme. Só os três, que vão a votos, somam 234 anos de idade!

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A desculpa de poucas mortes já não cola

Em 208 dias de pandemia, a média diária de mortes em Portugal é de 10 pessoas. Se começarmos a estar acima disto, neste recrudescimento, de uma forma recorrente, não há argumento que valha

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Até o FMI manda confinar

E, inesperadamente, ironicamente, é o primeiro a pedir aos governantes que acabem com o suposto dilema entre a vida ou a economia. Não há dilema, diz o Fundo Monetário Internacional

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O TC não merece ser insultado

Poder pensar-se, dizer, escrever, comentar que um presidente vai dominar, seduzir, comprar e calar dezenas de juízes, procuradores, técnicos superiores e todos os outros, é um verdadeiro insulto, sem limites, aos que trabalham no Tribunal de Contas

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Sozinho na Casa Branca

Os mais próximos, os mais requisitados, os mais operacionais, estão contagiados e internados, ou em vias disso. A Casa Branca está vazia, e setores vitais do Governo também estão em suspenso

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Sem querer Trump até nos ajudou

Sabe-se que Trump foi sujeito a uma terapia de choque, que passou pela aplicação de anticorpos sintéticos monoclonais (REGN-COV19) – experimental, da Regeneron – mais Remdisivir, Dexametasona e um conjunto de reforços vitamínicos

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O sobrevivente designado

Agora o cenário mais dramático: a determinado ponto da doença, Trump pode ficar incapacitado, internado e em suporte de cuidados intensivo. Antes disso, tradicionalmente, os presidentes informam o Senado da passagem de poderes para o vice-presidente.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Os números falseados da Covid-19

Há poucos dias ficámos arrepiados, cabisbaixos, deprimidos com a passagem do primeiro milhão de mortos no mundo. Horrível. Mas onde isso é que já vai. Há milhões de mortos não contados, suprimidos, apagados. É, e vai ser, a maior falsidade do século

Luís Delgado