Paralelo 38

Maria Clara, cantadeira açoriana

A cantadeira açoriana mais popular dos nossos dias, Maria Clara, a segunda Turlu, como já a cognominaram, é natural do Raminho e começou a cantar em setembro de 2009, com 13 anos

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Mulher de xaile negro

Aproximava-me a passos largos da mulher e fantasiava sobre aquele vulto sombrio, agachado na porta de casa. Talvez um ser desligado do mundo. Talvez uma mulher sequestrada por lembranças

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Um açoriano no Pentágono

Esta história sobre Eduardo Pires, a desempenhar funções na inteligência norte-americana e com um percurso pessoal e profissional verdadeiramente invejável, tem outro sabor quando o comandante americano é originário dos Açores

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

A vontade dos açorianos

Um trabalho exaustivo, com sérias preocupações de rigor, demonstrando a capacidade de investigação, de análise e de exposição

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

A ilha também chora buganvílias

A ilha não é tão só esse paraíso conjeturado, esse andor florido, esse cheiro intenso a macela. Ela é também remota cidadela em cerco permanente de água, muralhada de vento

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Rocky, papagaio açoriano em viagem

A 14 de maio passado, em plena pandemia, Rocky, o papagaio do criador açoriano João Cymbron, foi um dos que não aguentou aquele teto baixo sobre a gaiola. Faltava muito azul ali. Após o treino de voo, aproveitou a porta aberta esquecida pelo dono para se esgueirar e arriscar altos voos

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Açores abrem-se ao turismo

Desde 29 de maio que os aeroportos açorianos começam a receber o turismo nacional e internacional sem a necessidade de quarentenas. A Região Autónoma dos Açores, considerada limpa, direciona-se, neste importante setor, ao regresso à economia

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Da esterilidade vulcânica à beleza dos Açores

O nosso olhar sobre as ilhas Terceira, Graciosa e Pico tentará desvendar a beleza destas três ilhas então "desconhecidas", explicando-a numa perspetiva geoturística

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Açores, pandemia e Constituição

Vasco Cordeiro não desarma. Persiste na corrida para a frente, aplaudida pela maioria dos açorianos. Neste caso, ter medo é ser corajoso. Para um problema de saúde pública sem precedentes, o presidente dos Açores optou por medidas excecionais de salvaguarda da segurança e da vida dos ilhéus

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Senhor Santo Cristo dos Milagres

Reza a lenda que, há séculos atrás, religiosas de um convento localizado na zona da Caloura, vila de Água de Pau, da ilha de São Miguel, descontentes com o cada vez maior afastamento do povo local da sua igreja, escreveram ao Santo Padre a pedir-lhe o envio de uma imagem que unisse em adoração o povo infiel

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Os homens não se medem aos palmos

Fica o tributo necessário e a memória de quem parte. Fica a emigração, a viagem e o luto. Fica mais um embalo no berço da açorianidade

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Abril do lado norte da ilha

Quem não gosta de Abril? Os que discordam do autoritarismo desajeitado de Ferro Rodrigues, que impôs uma comemoração dando um mau exemplo aos que vivem há semanas entre quatro paredes?

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Açores: Ontem e hoje

O boom do turismo nas nove ilhas atlânticas portuguesas, por incrível que pareça, aconteceu num passado bem recente. Foi ontem. Parece impossível! É que hoje os Açores são ilhas desertas de gente de fora

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

As lições da praga

Hoje, nas casas dos sete bilhões e meio de seres humanos, finalmente não se desvia o olhar, olha-se nos olhos, conversa-se, acarinha-se, abraça-se. Nas ilhas açorianas, em muitos lugares, ouve-se o mar, antes abafado pelo ruido dos carros. As famílias reencontram-se. O "bicho" está lá fora, as paredes são refúgio

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Nos Açores, prevenir é o melhor remédio

Contrariamente ao Governo da Região, o Governo da República não esteve bem ao não considerar as contingências arquipelágicas. Os Açores, 9 ilhas, isoladas do mundo e cada uma delas isolada das outras, dispõe apenas de três unidades hospitalares e de uma única unidade para cuidados médicos de doenças infeciosas. O arquipélago está a duas horas de avião de Portugal continental

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Trezentas e sessenta e cinco voltas ao sofá

Uma União que foi criada com o objetivo de pôr termo a guerras fratricidas entre países vizinhos, que culminaram na Segunda Guerra Mundial, dessodilariza-se quando as sirenes tocam a reunir? Um por todos e todos por um? Onde? Quando? Como?

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
A velha rádio açoriana
Paralelo 38

A velha rádio açoriana

A rádio ontem era a televisão de hoje. Quando chegávamos a uma ilha mais distante do centro emissor, surpreendíamo-nos com receções apoteóticas, como se fôssemos atores de Hollywood. Até autógrafos dávamos

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Trilhar Açores
Paralelo 38

Trilhar Açores

O turismo nos Açores tem nos trilhos uma das suas maiores valências, quando se verifica a nível planetário uma cada vez maior propensão para a prática de uma vida saudável

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
A rentrée política nos Açores
Paralelo 38

A rentrée política nos Açores

Em plena Europa Central, a Suíça, que não deixa de ser um estado unitário, subdivide-se em dezenas de cantões que têm, relativamente uns aos outros e ao governo central, poderes em muitos aspetos mais amplos do que os que nós temos em relação a Lisboa

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
Paralelo 38

Açorianidade no mundo em Colóquios da Lusofonia

O ponto de partida, nos Açores, foi o debate sobre a identidade, a escrita, as lendas e tradições açorianas. Do intercâmbio de experiências entre residentes, expatriados e todos os que dedicam a sua pesquisa e investigação à literatura, à linguística, à história dos Açores ou a outro ramo do conhecimento científico, aspirava-se tornar mais conhecida a identidade açoriana

João Gago da Câmara João Gago da Câmara
A Ama
Paralelo 38

A Ama

Sentaram-me ao lado de uma janela e durante muito tempo ia vendo aquela estrada (a asa da aeronave), larga e comprida. Como é que dali a umas horas estava na América? Louvado seja Deus, eu que estive sempre sentada à beira daquela estrada em São Miguel – respondeu, numa ingenuidade que às vezes destoava na sua esperteza brilhante

João Gago da Câmara João Gago da Câmara