Autobiografia Não Autorizada

A conduzir

Da casa dos meus pais até ao mar são pouco mais de quinze minutos a pé, mas nessa altura ninguém calcorreava a Rua da Torre de uma ponta à outra. Nem a rapariga destemida que eu fui se aventurava a tanto. Mais do que malfeitores desta vida, receava o cemitério que fica a meio do trajeto. Também receava que passasse alguém que eu conhecesse e que ao ver-me caminhar pela estreita berma parasse o carro, O que andas aqui a fazer?

Dulce Maria Cardoso Dulce Maria Cardoso
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quatro avisos nada tranquilizadores

Não é nada bom dar más notícias. Não é nada salutar estar sempre a advertir para mais um pandemónio. Mas invulgar, insólito, preocupante, é que todos estes alertas, de pessoas e entidades distintas, aconteceram na mesma altura. E a razão é simples: todos eles, e todos nós, vemos os mesmos indicadores, consultamos os mesmos gráficos, e acedemos à mesma informação

Luís Delgado
OLHO VIVO

"Carlos Moedas é um balão de oxigénio que permite a Rio ganhar tempo para se preparar noutras frentes"

A corrida às autárquicas, um ano de pandemia em Portugal e os passaportes de vacinação estiveram em análise esta semana no Olho Vivo

Editorial

Governo planeia de menos e poupa de mais

O nosso forte sempre foi o improviso. Mas precisamos de planeamento e de gastar mais e melhor

Mafalda Anjos Mafalda Anjos
Opinião

O grande teste à burocracia europeia

A criação de um passaporte deste tipo, capaz de ser adotado por dezenas de países, é uma tarefa de grande complexidade que, ainda por cima, acarreta uma infindável lista de dúvidas

Rui Tavares Guedes Rui Tavares Guedes
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Vem aí o diabo do senhor Diyabanza

Tudo isto é uma chatice acrescida, reconheça-se, porque o mundo inteiro acha que os Descobrimentos foram um avanço científico ímpar para a humanidade, só comparável, em miniatura, à chegada à Lua, e agora a Marte, e afinal, como está na moda, não passou de uma trapalhada carregada de crimes e de roubos

Luís Delgado
Bolsa de Especialistas

Zangue-se, mas com as palavras certas

A especialista em Linguística Sandra Duarte Tavares explica o papel da comunicação assertiva na gestão de conflitos

Sandra Duarte Tavares
Igualmente desiguais

SNS: Um serviço ao nosso serviço

Há uma faixa de cidadãos que tem sido um pouco esquecida e que me parece ser hora de olhar com um mais atenção: trata-se dos sem-abrigo e dos imigrantes que ainda se encontram em situação irregular, muitos deles por culpa da Administração

Manuela Niza Ribeiro
Opinião

Modelos de trabalho mais híbridos, escritórios mais humanos

As empresas que rapidamente reinventarem os seus escritórios, para se ativarem perante os novos modelos de trabalho, irão destacar-se em termos de resultados e competitividade

Inês Cabrita
Opinião

França: A Marianne de barrete frígio ficou traumatizada

Os políticos europeus em geral não sabem nada do fenómeno religioso. Pior. Fingem que sabem e não se rodeiam de quem os possa esclarecer. Entretanto, a França parece querer trilhar um caminho perigoso

José Brissos-Lino
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Não dá para demitir a Comissão Europeia?

E como é que a Comissão Europeia chegou a esta fabulosa constatação de que precisa de aprovar o uso de emergência? Primeiro pelo evidente falhanço nas compras que fez, com entregas a roçar o ridículo, e a ser continuamente alteradas, e depois, mais importante, porque percebeu que desde os finais de dezembro a início de março, o conjunto dos 27 têm uma média de 7,5% de vacinados (e já contando com uma só dose) e para sua, e nossa, vergonha coletiva, o Reino Unido já vai em 31,1%, ao EUA com 23%, e Israel (que tem a nossa população) com uns fantásticos 94,9 por cento

Luís Delgado
Nós Lá Fora

As várias faces de uma comunidade

Só quem cá vive(u) conhece a grande qualidade de vida que, com a amabilidade, honestidade e humildade dos seus habitantes faz da Eslovénia um país quase imaginado

João Pita Costa João Pita Costa
Boca do Inferno

Consensualizem lá isso

Quando, há dias, o primeiro-ministro pediu aos cientistas um “esforço de consensualização”, obteve-o imediatamente. Foi consensual entre os cientistas que o pedido era meio palerma

Ricardo Araújo Pereira Ricardo Araújo Pereira
Opinião

A UE, a vacinação, a centralização e a transparência

Há que avaliar a estratégia de vacinação proposta pela Comissão Europeia sob vários prismas, sem deixarmos pender a análise exclusivamente para o iminente atraso nas entregas

Dina Sebastião
Bolsa de Especialistas

Funcionalização do Ministério Público

Assiste-se, muitas vezes, à escolha de magistrados menos experientes e mais facilmente manipuláveis, o que conjugado com a ideia de hierarquia sustentada na diretiva torna-os permeáveis a uma intervenção hierárquica condicionadora da sua autonomia e mais vulneráveis a uma instrumentalização por interesses que não os da legalidade e objetividade na condução das investigações

Adão Carvalho
Opinião

Um liberal preocupado com a escola pública

Parece evidente que, se nada for feito, a escola vai continuar a falhar, talvez irremediavelmente, para toda uma geração

Pedro Norton Pedro Norton
Opinião

Desconfinar e vacinar: Como e quando?

Nos primeiros tínhamos entre 230 e 330 novos casos por dia e no último, do Natal, uma média diária semanal de mais de 2900 casos. Quando hoje se coloca a meta dos 2000 novos casos para iniciar o desconfinamento (ainda que com a ocorrência simultânea de valores - limite também nos internamentos, na ordem dos 1300/1400 doentes) ficamos perplexos com a ausência ou a disparidade de critérios

Manuel Delgado 1 Manuel Delgado
Opinião

Vai para a tua terra

São muitas as vozes que perdem tempo exclusivamente a explicar que “deportar” Mamadou Ba não faz sentido “porque ele é português”. Perdão? E se não fosse? Estamos no grau zero da interiorização do racismo luso, porque a questão é mesmo a de o cidadão em causa ser negro

Isabel Moreira Isabel Moreira
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Siza e Leão estão em Marte

Na economia, o ministro Siza vai (re)apresentar o "grande" plano Apoiar, com verbas ridículas, acessos limitados a uma infinidade de setores, e pequenas ajudas sociais. Tudo isto é lateral, sem eficácia e de uma exiguidade penosa. Será que Siza e Leão também arrancaram para Marte? Ou estão por cá, mas vivem lá?

Luís Delgado
Visão Saúde
VISÃO Saúde

Desabafo de um enfermeiro na linha da frente, parte II

O enfermeiro Énio Amaral, da Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Curry Cabral passa em revista um ano em que "passámos de milagre a pesadelo em poucos meses" e conta como foram estes meses infernais no SNS

Jornal de Letras
Jornal de letras

Sem festa

Valter Hugo Mãe Valter Hugo Mãe