Sílvia Caneco

Sílvia Caneco

Jornalista
Nasci no ano que deu nome a um livro (1984) e cresci na Nazaré, numa casa por cima do mar. Estudei Jornalismo, escrevi à peça para o Público e para a Grande Reportagem, fiz uma passagem curta pela comunicação empresarial, e voltei a ser feliz quando, depois de um concurso ao estilo Jogos-Sem-Fronteiras, fui escolhida para integrar a equipa fundadora do i. Seis anos depois, saltei do i para o SOL e do SOL para a VISÃO. Escrevi sobre padres armados, sobre sobreviventes de desastres de avião, sobre histórias de incesto, sobre crimes de sangue. Entrevistei mulheres que aos 70 mataram os seus homens, homens que queimaram as namoradas, miúdos que mataram sem saber que matavam. Voltas e voltas depois, saltei para o crime económico e acabei por especializar-me na área da Justiça e investigação. Não me canso de ler acórdãos, apaixonei-me pelo Direito e até aprendi a gostar de juristas. Gosto de ter uma boa caixa de segredos, dispensava as ameaças. Viciada na adrenalina dos furos e das manchetes, não consigo passar muito tempo sem voltar a outro lugar que me faz feliz - a reportagem. Quase sempre dramas (com inesquecíveis excepções). Quase sempre dias de coração em frangalhos e noites de mau dormir. Aprendi que as histórias nunca se sacodem dos ombros, nunca ficam no tapete à entrada de casa. E aprendi a não ter medo de pôr a emoção no que escrevo. Até hoje trago comigo Sabóia e a Borralheira, a Alice e a Carolina, a Manuela e o Ludgero. Pelo meio destas angústias, recebi dois prémios e duas menções honrosas, plantei uma árvore e escrevi dois livros. Falta-me a criança - é melhor ir tratar disso. Dava um bracinho para escrever como o Coetzee. Enquanto não consigo, decidi voltar para cima do mar.
Política

Ana Gomes, toda a história de uma indignada militante

Durão quis levá-la para o PSD, mas Ferro já a tinha puxado para o PS. Ana Gomes fez-se trunfo político com a causa de Timor e afirma lutar por dentro contra os podres do sistema. Uns aplaudem, outros criticam-lhe o “populismo”. A vida e a carreira da mulher que divide opiniões e que admite avançar com uma candidatura presidencial, aos olhos, entre outros, do Nobel da Paz Ramos-Horta, de Ramalho Eanes, de Ferro Rodrigues e de Elisa Ferreira

Pedro Raínho Sílvia Caneco
Política

Qual, afinal, a diferença entre estado de alerta, de contingência e de calamidade?

Dos três, o estado de calamidade é o único que prevê limites ou condicionamentos à circulação e a fixação de cercas sanitárias

Sílvia Caneco
Economia

António Mexia ataca Ministério Público e defende que só os acionistas podem afastá-lo da EDP

Na resposta enviada hoje ao juiz Carlos Alexandre, a defesa de António Mexia e João Manso Neto alega que os gestores não podem ser suspensos de funções e acusa o Ministério Público de querer “diminuir pessoas” e “amesquinhar personalidades”, “requentando factos” para se aproveitar da intervenção do superjuiz no processo e assim afastar os gestores da liderança da empresa de energia

Sílvia Caneco Paulo Zacarias Gomes Margarida Vaqueiro Lopes
Agenda de Manuel Pinho revela encontros com Salgado e Mexia no mesmo dia
Sociedade

Caso EDP: Acusação a Mexia só deverá estar pronta no final do ano

Apesar de o Ministério Público ter pedido agora o agravamento das medidas de coacção de António Mexia e de outros dois arguidos, ainda há provas para analisar e testemunhas-chave para ouvir. As 189 páginas com que o presidente da EDP foi confrontado no interrogatório mostram em detalhe como algumas decisões e nomeações importantes para a empresa de energia foram precedidas de vários encontros e reuniões no gabinete do então ministro da Economia, Manuel Pinho

Sílvia Caneco
Os emails comprometedores de António Mexia e Manuel Pinho no caso EDP Exame
Exame

Caso EDP: Impedimento no acesso aos autos prolonga prazo para contestação de defesa de Mexia e Manso Neto

Carlos Alexandre deu mais uma semana à defesa para entregar a contestação contra o reforço das medidas de coação pedidas pelo Ministério Público. Prazo terminava hoje

Margarida Vaqueiro Lopes Sílvia Caneco
Política

Tribunais 2.0. Como a quarentena pôs os juízes a julgar à distância

No Supremo Tribunal de Justiça, a pandemia causou um choque tecnológico: foram feitos 19 julgamentos à distância. Nalguns casos, até o juiz deliberou em casa

Sílvia Caneco
Caso Maddie McCann: Criminologista espanhol diz que identificou mulher procurada pela Scotland Yard
Sociedade

Caso Maddie. Porque o Ministério Público alemão não acredita que esteja viva?

Alegada confissão num bar feita por homem alemão suspeito do rapto de Madeleine McCann leva os investigadores a acreditar que a criança foi assassinada. Contam-se pelos dedos os casos em que crianças desaparecidas são encontradas vivas tantos anos depois. O de Natascha Kampusch é um dos mais célebres

Sílvia Caneco
António Mexia e João Manso Neto constituídos arguidos
Sociedade

Caso EDP. Constitucional decide que emails de António Mexia não vão ser destruídos

Dia negro para o presidente da EDP. Na mesma data em que o Ministério Público pediu a sua suspensão de funções na empresa de energia, o Tribunal Constitucional divulgou acórdão em que decide que emails de António Mexia que constam do caso EDP, e que foram repescados ao processo BES e à Operação Marquês, podem afinal ser usados como prova

Sílvia Caneco
Caso EDP. Juiz impede Ministério Público de vasculhar contas bancárias de António Mexia Em atualização
Sociedade

Ministério Público quer António Mexia suspenso de funções, a pagar caução de €2 milhões, sem passaporte, e proibido de entrar na EDP

António Mexia e Manso Neto devem ser indiciados por cinco crimes. MP pede cauções milionárias, que sejam proibidos de viajar e de entrar em edifícios da EDP. Juiz Carlos Alexandre só decide daqui a uns dias. O caso poderá causar um terramoto na empresa de energia, com o risco de as cotações das empresas terem de ser suspensas pela CMVM

Sílvia Caneco
Sociedade

Caso Maddie. Polícia quer informações sobre estes carros, telefones e casas ligados a suspeito de homicídio

O alemão de 43 anos, suspeito de ter raptado e assassinado Madeleine McCann, terá arrendado uma casa entre Lagos e a Praia da Luz e terá visitado várias vezes uma casa vazia, mais para o interior algarvio. Primeira denúncia a envolver este homem, já antes condenado por abusos sexuais a meninas, chegou em 2013, depois da emissão de um programa de TV sobre o desaparecimento da criança inglesa

Sílvia Caneco
Mexia: "Sem a aposta nas renováveis se calhar a EDP teria desaparecido"
Atualidade

Caso EDP: António Mexia é suspeito de quatro crimes de corrupção ativa e um de participação económica em negócio

O presidente da EDP optou por não prestar declarações perante o juiz Carlos Alexandre, mas precisou de umas horas para ler todos os factos que o Ministério Público lhe imputa. Na quinta-feira deverá conhecer as novas medidas de coação - se terá de pagar uma caução ou até se ficará suspenso de funções

Sílvia Caneco
Atualidade

Quem tem direito agora ao teletrabalho? Tem ou não de cumprir um horário? O seu chefe pode ir ver se está em casa? A resposta a dez perguntas essenciais

O teletrabalho já não é obrigatório em Portugal. Mas há pessoas que podem - e devem - continuar a trabalhar a partir de casa. Carmo Sousa Machado, advogada sócia da Abreu Advogados e especialista em Direito do Trabalho, responde a dez perguntas que podem ajudar os trabalhadores que estão com dúvidas

Sílvia Caneco
Sociedade

Tribunal decide que quarentena obrigatória num hotel é o mesmo que uma prisão ilegal

Advogado apresentou um habeas corpus para salvar cliente de um confinamento de 14 dias nos Açores. Juíza deu-lhe razão e, em sequência, 350 pessoas foram “libertadas” dos hotéis onde cumpriam quarentena no arquipélago e o Governo Regional voltou atrás e mudou a lei

Sílvia Caneco
Sociedade

Não foram encontradas marcas de abusos sexuais no corpo de Valentina

Pai e madrasta alegam que criança foi maltratada na sequência da confissão de alegados encontros sexuais com um suposto "padrinho". O Ministério Público vai investigar, mas desconfia da veracidade da história. Primeiro relatório de autópsia não detetou sinais de violência sexual

Sílvia Caneco
Sociedade

Vem aí a Grande Irmã que vai rastrear toda a sua vida

A aplicação StayAway vai permitir rastrear anonimamente os infetados pela Covid-19, mas ainda há dúvidas sobre que entidades vão poder aceder aos dados e gerir o sistema. A articulação com os gigantes tecnológicos é outro problema, assim como a interoperabilidade com apps de outros países. O coordenador do projeto assume estar preocupado com a sua eficácia: “Quem não a usar está fora do jogo”

Octávio Lousada Oliveira Sílvia Caneco
Sociedade

Menina de 9 anos desaparecida terá sido morta pelo pai ou pela madrasta, diz fonte da PJ à VISÃO

A corpo de Valentina foi encontrado esta manhã no concelho de Peniche, no local indicado pelos suspeitos. Os investigadores acreditam que terá sido um homicídio acidental, seguido de ocultação de cadáver

Sílvia Caneco
Sociedade

Torniquetes à entrada ou zonas só a pagar? Como está a ser preparada a abertura das praias

Em Cascais, o paredão deverá continuar fechado até 18 de maio e a abertura da época balnear nunca será antes de 1 de junho. Regulamento nacional para praias será conhecido na próxima semana, mas Cascais rejeita soluções que só permitam acesso aos mais ricos. Em Oeiras, também Isaltino Morais questiona: "Franciscos às sextas e Marias às quintas? Não me parece"

Sílvia Caneco
Sociedade

Fotógrafa cria movimento para oferecer às mães retratos de família em tempos de quarentena

Retratos à Porta. É este o nome de um movimento nacional que surgiu no Instagram nos últimos dias. Rita Ferro Alvim teve a ideia e mais de três dezenas de fotógrafos juntaram-se para fazer retratos de famílias à porta das suas casas. São sessões de cinco minutos, gratuitas, para celebrar o Dia da Mãe

Sílvia Caneco
Marcelo aceita lista de secretários de Estado
Sociedade

Qual a diferença entre estado de emergência e estado de calamidade?

Um constitucionalista explica à VISÃO em que diferem estes estados de exceção e se há restrições que não vão poder manter-se quando sairmos do estado de emergência

Sílvia Caneco
Sociedade

Todas as praias da Grande Lisboa estão interditas? Não é bem assim

Nem em todos os areais se aplicam as mesmas regras. Se em Cascais todas as praias estão interditas, em Oeiras admite-se que o acesso está "condicionado", não proibido, e em Almada há praias fechadas e outras de "entrada livre". O melhor é ler este guia para não se perder

Sílvia Caneco
Porto/Post/Doc - Festival Internacional de Documentário e Cinema do Real do Porto 5
Sociedade

Como a quarentena está a reduzir o crime e a estragar o negócio de gangues, máfias e cartéis

Com voos suspensos, os narcotraficantes veem-se em dificuldades e os preços das drogas dispararam. Quem vende material contrafeito não conseguem importá-lo da China. As máfias conquistam as populações. Os assaltos a casas caíram porque não estão vazias. E os assaltantes de carros queixam-se de que é mais difícil roubá-los com as ruas desertas. E em Portugal? Só o cibercrime tem aumentado

Sílvia Caneco