Manuel Castelo Branco

Manuel Castelo Branco

Manuel Castelo Branco é professor auxiliar na Faculdade de Economia da Universidade do Porto (FEP.UP), onde leciona e investiga nas áreas da contabilidade e da ética e responsabilidade social nas empresas. É membro do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade e associado do Observatório de Economia e Gestão da Fraude. O OBEGEF é uma associação, sem fins lucrativos, para a aquisição de novos saberes sobre a fraude e a corrupção, contribuindo, pela formação e informação, para a sua deteção e prevenção.
Silêncio da fraude

Corrupção e alterações climáticas

Sistemas como o de comércio de licenças de emissão, que agem primeiro sobre a quantidade de emissões (via o limite estabelecido), são bastante mais suscetíveis a fenómenos como o da corrupção, do que os sistemas que agem primeiro sobre o preço, como o imposto sobre o carbono

Manuel Castelo Branco
Opinião

Corrupção ao estilo suíço no Reino Unido

Empresas e instituições do Reino Unido ajudam indivíduos e regimes corruptos a lavar o seu dinheiro e reputações

Manuel Castelo Branco
Facebook anuncia criação de uma nova cripto-moeda
Silêncio da fraude

HQ2, libra e corrupção institucional

Uma instituição corrompida é uma instituição que não funciona de forma a atingir o seu propósito

Manuel Castelo Branco
Mais uma vez sobre o ensino da Economia
Silêncio da fraude

Mais uma vez sobre o ensino da Economia

O combate à fraude e fenómenos associados é parte importante dos desafios século XX

Manuel Castelo Branco
No reino Portugalix…
Silêncio da fraude

Corrupção, desigualdade e comportamento tributário

Os três principais assuntos que influenciam a confiança que os cidadãos têm nas empresas estão relacionados com os tópicos da corrupção, da desigualdade e da fraude e evasão fiscal

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

Corrupção institucional

Dizer-se que uma instituição é corrupta não é o mesmo que dizer-se que ela se encontra cheia de indivíduos corruptos (pode está-lo, ou não)

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

Confiança e corrupção

Quando passamos das perceções da corrupção para a experiência da corrupção, as coisas alteram-se um pouco. Da mesma forma que Portugal não parece estar tão mal em termos de desenvolvimento da Economia Verde quanto as perceções indicam, também ao nível do fenómeno da corrupção Portugal parece não estar, em termos relativos, tão mal quanto as perceções sobre ele indicam

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

Assassino económico

Um assassino económico é um profissional muito bem pago que defrauda países pelo mundo fora, extorquindo-lhes somas muito avultadas e canalizando dinheiro de organizações como o Banco Mundial ou a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional para as grandes multinacionais e para algumas famílias ricas que controlam os recursos naturais do planeta

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

Notas soltas sobre a prossecução de carreira política no setor privado

São numerosos os casos de ex-responsáveis políticos que prosseguem a sua carreira política no setor privado. Exemplos envolvendo dirigentes da Comissão Europeia foram-se multiplicando ao longo dos últimos anos

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

A importância da educação em Economia

Poderemos esperar de personagens como Moscovici ou Dijsselbloem comportamentos diferentes daqueles que têm apresentado? A educação daqueles que nos representam deve ser motivo para preocupação?

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

Desigualdade e corrupção legal

Não é possível abordar o problema da desigualdade sem falar do aumento brutal do nível das remunerações dos administradores das grandes empresas

Manuel Castelo Branco
Silêncio da fraude

Setor financeiro e poder político

A promiscuidade entre política e negócios é bem conhecida, em particular a existente entre o setor financeiro e o poder político

Manuel Castelo Branco