Mafalda Anjos

Mafalda Anjos

Diretora
Estudou direito, mas viu a luz no jornalismo, que continua a apaixoná-la todos os dias. Começou a trabalhar na área da economia, onde passou por vários títulos durante uma década. Foi depois durante sete anos editora da revista do Expresso e está, desde 2015, na VISÃO. Devoradora de revistas, atenta às tendências globais e a precisar de um detox digital que nunca fará. Tem quatro filhos, um marido, um cão e uma pão de forma chamada Marisol.
Editorial

Sim, ainda o assédio sexual

Não precisamos de nomes: precisamos apenas de ganhar consciência de que o assédio sexual existe

Em sincronização
Exclusivo

Bem-vindos à luta pelos direitos no Sudoeste Alentejano

Há anos que se encolhe os ombros na esperança de que as estufas continuem a produzir e que eles lá se arranjem, mesmo quando, perante uma pandemia, as condições de salubridade fossem particularmente preocupantes, colocando em risco não apenas as suas vidas, mas também a saúde e a economia da região

Editorial

A cultura do cancelamento e os novos guetos sectários

Antigamente, era preciso coragem para se ser radical. Hoje, neste caldo em que cresce a intolerância, tornou-se um exercício de imensa coragem ser-se moderado

VISÃO DO DIA
Exclusivo

VISÃO DO DIA: Alô Terra

Em sincronização

Enriquecidos, justificai-vos!

O tema é sensível, e os equilíbrios são frágeis. Tal como no sigilo bancário e nos acessos aos dados pessoais, estas são matérias no fio da navalha da defesa das liberdades dos cidadãos. Mais vale ponderar e fazer uma boa lei do que legislar à pressa uma má lei

Editorial

O mercadejador de São Bento

É o Estado de direito a funcionar, estúpidos!, dirão alguns. Ao que os estúpidos, legitimamente também, responderão que então algo vai mal com o Estado de direito em Portugal

Em sincronização

O dia em que os portugueses se sentiram gozados pela Justiça

Foi o Estado de Direito a funcionar, mas foram também 231 minutos de sova pública na Justiça. E agora, os cidadãos não sabem no que acreditar: será que o sistema falhou muito e perseguiu injustamente cidadãos impolutos durante anos, ou está a falhar agora, deixando impunes poderosos que corromperam e foram corrompidos?

Em sincronização

Razão formal sem razão política

Sou, é verdade, por princípio, muito sensível a argumentos de princípio. Só me custa mais a entendê-los quando defendemos a primazia dos princípios às segundas, quartas e sextas mas às terças, quintas e aos fins de semana encontramos formas de os enfiar na gaveta

Editorial

Pequena apologia da empatia

A razão e a empatia, que tanta falta faz neste mundo polarizado, podem, e devem, andar de braços dados. E Rui Nabeiro é a prova viva disso

Sociedade

As lições de Rui Nabeiro: “Temos todos de pensar uns nos outros”

A vida extraordinária do homem que correu o mundo, mas nunca quis sair de Campo Maior, onde criou um império e é adorado. Aos 90 anos, continua a sonhar em construir, ajudando os outros pelo caminho. Porque “ninguém faz nada sozinho”

Em sincronização

A grande desilusão das vacinas

Está na hora de encarar o que é por demais evidente: a estratégia de vacinação europeia está a revelar-se um fracasso. Um falhanço só equivalente à forma tão calamitosa como a União Europeia geriu a crise das dívidas soberanas

Editorial

À ciência o que é da ciência, ou os planos para português ver

Um plano “mais papista do que o Papa” por opção política pode ter consequências perigosas: ou não é para ser levado a sério, o que é grave, ou se for, pode colocar em causa o ansiado desconfinamento

Em sincronização

Um lobo cada vez mais solitário

A sintonia de Marcelo Rebelo de Sousa com o Governo já viu melhores dias. Ou António Costa prova o Presidente – um lobo cada vez mais solitário – não perdoará

Editorial

Governo planeia de menos e poupa de mais

O nosso forte sempre foi o improviso. Mas precisamos de planeamento e de gastar mais e melhor

Em sincronização

Ainda não deu para perceber que as reuniões do Infarmed não funcionam?

Estas reuniões não são mais do que uma espécie de conferência, onde todos vão apresentar os seus pontos de vista. São audições técnicas, mas servem apenas para deixar ideias soltas, pontos numa folha em branco. Para unir estes pontos e traçar um desenho coerente de resposta, o Governo fica sozinho. E isso não faz sentido algum

Editorial

Esta angústia que não nos larga

Olho à minha volta e vejo uma outra pandemia que toma proporções dramáticas: a da ansiedade e depressão. Silenciosa, cresce quase sem que se dê conta

Em sincronização

Chega, Senhora Bastonária?

É cada vez mais claro que Ana Rita Cavaco é uma bastonária com ambições políticas e qual é o território pelo qual alinha

Editorial

O pequeno e triste espetáculo da vacinação

Com ajudas destas, não tenhamos dúvidas de que este tema será, durante largos meses, território de demagogia e populismo. Com milhares de doses a serem ministradas, há milhares de oportunidades de pequena fraude e compadrio

Política

Portugal desiste de alargar prazo entre doses para acelerar vacinação, diz Ministra da Saúde

Autoridades de saúde pretendiam espaçar doses em 43 dias em vez de 21, para dar a primeira toma a mais pessoas. Mas, em entrevista à VISÃO, a Ministra da Saúde adiantou que a Agência Europeia do Medicamento aconselhou a não o fazer

Sociedade

Ministério da Saúde vai passar a investigar casos aleatórios de vacinação

Na entrevista à VISÃO, e perante as sucessivas denúncias de uso indevido de vacinas, Marta Temido anunciou que a Inspeção-geral em atividades em Saúde vai começar a fazer auditorias para ver se estão a ser cumpridas as regras de prioridade

Política

Governo admite ter em breve 1100 doentes em cuidados intensivos. “Planeámos para um limite que não era este”, diz Marta Temido

Numa entrevista exclusiva à VISÃO, publicada na edição desta quinta-feira, dia 4 fevereiro, a ministra da Saúde revela que as projeções que tem em mãos indicam que dentro de dias haverá números de doentes em UCI nunca imaginados, ultrapassando as 1000 camas o valor máximo planeado