Mafalda Anjos

Mafalda Anjos

Diretora
Estudou direito, mas viu a luz no jornalismo, que continua a apaixoná-la todos os dias. Começou a trabalhar na área da economia, onde passou por vários títulos durante uma década. Foi depois durante sete anos editora da revista do Expresso e está, desde 2015, na VISÃO. Devoradora de revistas, atenta às tendências globais e a precisar de um detox digital que nunca fará. Tem quatro filhos, um marido, um cão e uma pão de forma chamada Marisol. Twitter: @manjos Podcast: Olho Vivo
Editorial

A grande devassa

Talvez um dia as gerações seguintes venham a questionar-se sobre como deixámos que isto acontecesse. Ou talvez, no futuro, elas já estejam tão habituadas à devassa permanente que convivam naturalmente com isto

Editorial
Exclusivo

Olhar Cuba da caixinha

As reações por cá ao que se passou esta semana em Cuba mostram bem o ponto a que chegou a polarização política nacional e o nível de cegueira ideológica que reina dentro das “caixinhas”

Em sincronização

Os penduras

Há pelo menos quatro tipos de penduras: negacionistas, cobardes, alternativos e inconsequentes. Em comum, todos têm a incivilidade e o egoísmo de apenas olharem para o cotão do seu umbigo

Coleção Berardo: Como o Estado perdeu um trunfo numa história de milhões
Editorial

Isto agora complicou-se, “babe”…

Os esquemas de abertura de empresas e fundações, o uso dos paraísos fiscais, os mecanismos de recuperação bancária serão finalmente passados a pente fino

Em sincronização

Movimento Zero: Quem guarda o guarda?

Nunca foi tão legítima a pergunta, perante a ameaça que fenómenos como o Movimento Zero colocam ao sistema que é suposto protegerem. Estes grupos estão a destruir os fundamentos da democracia. Perante a passividade e conivência de todos os colegas

Editorial

A política ao balcão

Ao balcão o que é do balcão, à política o que é da política? Errado. Um primeiro-ministro tem de saber que tudo o que se passa nos balcões é responsabilidade da política

Em sincronização
Exclusivo

O problema do Safe & True

Prefiro ter idiotas a dizer mentiras do que correr o risco de ter idiotas a decidir quem pode ou não ser considerado credível

Editorial

A trágica agonia do PSD

Maquiavel dizia que um líder político (o seu Príncipe) devia encontrar o equilíbrio entre a força do leão e a astúcia e a perspicácia da raposa. Rui Rio está algures entre a tontaria da barata e a marcha a ré do caranguejo

Ideias
Exclusivo

"Neste país ancorado no Estado, a cultura é que está cheia de subsidiodependentes? Não deixa de ter piada!"

"Consigo perceber que não exista unanimidade à volta do projeto" do obelisco em Oeiras, diz Jorge Barreto Xavier à VISÃO. Uma entrevista de fundo com o ex-secretário de Estado da Cultura e comissário da candidatura de Oeiras a Capital Europeia da Cultura 2027

Prima
A Nossa PRIMA

Mãos à terra: mais uma PRIMA ECO nas bancas

Trazer o tema do ambiente para a agenda pública é fundamental, e é por isso que a PRIMA regressa com uma segunda edição especial ECO. Pelo planeta, mas sobretudo, por todos nós

Editorial

Sim, ainda o assédio sexual

Não precisamos de nomes: precisamos apenas de ganhar consciência de que o assédio sexual existe

Em sincronização
Exclusivo

Bem-vindos à luta pelos direitos no Sudoeste Alentejano

Há anos que se encolhe os ombros na esperança de que as estufas continuem a produzir e que eles lá se arranjem, mesmo quando, perante uma pandemia, as condições de salubridade fossem particularmente preocupantes, colocando em risco não apenas as suas vidas, mas também a saúde e a economia da região

Editorial

A cultura do cancelamento e os novos guetos sectários

Antigamente, era preciso coragem para se ser radical. Hoje, neste caldo em que cresce a intolerância, tornou-se um exercício de imensa coragem ser-se moderado

VISÃO DO DIA
Exclusivo

VISÃO DO DIA: Alô Terra

Em sincronização

Enriquecidos, justificai-vos!

O tema é sensível, e os equilíbrios são frágeis. Tal como no sigilo bancário e nos acessos aos dados pessoais, estas são matérias no fio da navalha da defesa das liberdades dos cidadãos. Mais vale ponderar e fazer uma boa lei do que legislar à pressa uma má lei

Editorial

O mercadejador de São Bento

É o Estado de direito a funcionar, estúpidos!, dirão alguns. Ao que os estúpidos, legitimamente também, responderão que então algo vai mal com o Estado de direito em Portugal

Em sincronização

O dia em que os portugueses se sentiram gozados pela Justiça

Foi o Estado de Direito a funcionar, mas foram também 231 minutos de sova pública na Justiça. E agora, os cidadãos não sabem no que acreditar: será que o sistema falhou muito e perseguiu injustamente cidadãos impolutos durante anos, ou está a falhar agora, deixando impunes poderosos que corromperam e foram corrompidos?

Em sincronização

Razão formal sem razão política

Sou, é verdade, por princípio, muito sensível a argumentos de princípio. Só me custa mais a entendê-los quando defendemos a primazia dos princípios às segundas, quartas e sextas mas às terças, quintas e aos fins de semana encontramos formas de os enfiar na gaveta

Editorial

Pequena apologia da empatia

A razão e a empatia, que tanta falta faz neste mundo polarizado, podem, e devem, andar de braços dados. E Rui Nabeiro é a prova viva disso

Sociedade

As lições de Rui Nabeiro: “Temos todos de pensar uns nos outros”

A vida extraordinária do homem que correu o mundo, mas nunca quis sair de Campo Maior, onde criou um império e é adorado. Aos 90 anos, continua a sonhar em construir, ajudando os outros pelo caminho. Porque “ninguém faz nada sozinho”

Em sincronização

A grande desilusão das vacinas

Está na hora de encarar o que é por demais evidente: a estratégia de vacinação europeia está a revelar-se um fracasso. Um falhanço só equivalente à forma tão calamitosa como a União Europeia geriu a crise das dívidas soberanas