Luís Delgado

Comentador político
LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

Um palco grande demais

O Papa não pode, da praça de S., Pedro, reclamar contra a falta de ajuda aos pobres, necessitados e esquecidos, e depois aparecer num palco megalómano, debaixo de uma pala que custou 2 milhões de euros

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A hora dos tanques

2023 já não será um ano perdido e empatado. Na batalha do Donbas, os novos tanques serão arrasadores.

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

Há uma guerra nos EUA!

Há uma guerra aberta nos Estados Unidos, que ninguém consegue travar. São 36 massacres e ataques em apenas 23 dias

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

O trilema alemão

Em 2023, tudo se resume a fornecer os meios militares que levem a Ucrânia à vitória. Não há mais paninhos quentes

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A vitória da CEO da TAP

A CEO tinha a resposta na ponta da língua, e nunca deixou de desfazer qualquer equívoco. Atirou para cima de quem a aconselhou, e de quem aprovou

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

1 contra 130 mil!

A questão que resta saber é se o atual ministro ainda tem capacidade para negociar. E os 130 mil não parecem muito dispostos a aturar apenas 1 (Um)

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A luta no Kremlin

Como é que um Presidente russo acaba nas mãos de um chefe de mercenários? Só Putin

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

Os segredos de Biden

A Casa Branca, já agora, deveria adotar um novo protocolo para os assuntos secretos: quem leva os documentos lê em voz alta, a quem tem a aprovação para ouvir, depois mete-os na sacola, e leva-os de volta.

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

As 36 perguntas

A primeira experiência será decisiva para o Governo perceber se bastam as 36 perguntas, ou se terá de fazer um «teste americano»

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A carnificina em Soledar

Os aliados percebem, finalmente, que têm de ser mais rápidos a dotar as forças armadas ucranianas das armas decisivas para expulsar os russos do seu território. De uma vez.

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

O sobressalto!

Internado ou não, Bolsonaro acabará como Trump: sozinho, desfasado da realidade, e politicamente perdido

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

O duque sem juízo

Se fosse coerente, Harry já deveria ter deitado para o lixo o título de duque, ou de ex-príncipe, ou de membro da Casa de Windsor

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

O crivo do PM

O exemplo de escrutínio americano é um exagero, mas um «check-up» básico não dói nada, e previne muitos dramas.

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A gordura do Governo

Por que raio, ou carga de água, estará Portugal condenado a ter Executivos que rivalizam com os das potências europeias?

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

As escolhas de Costa

Esta remodelação tem um sabor interessante e curioso: as Infraestruturas e a Habitação mantêm a presença invisível de Pedro Nuno Santos, sem nenhuma maldade para o próprio, nem para os sucessores

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

Como será 2023?

A expetativa para este ano é tão baixa, ou até inexistente, que qualquer sinal acima do zero parecerá uma vitória histórica e inesquecível

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A lucidez de Pedro Nuno

Afinal, o mais estável de todos os Executivos de António Costa foi o primeiro, o da geringonça, cuja sobrevivência era dada como inviável, curta e escassa.

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A queda no Tesouro

Cada vez mais, como disse o PR, existe um escrutínio político, mediático e popular que tem de ser levado a sério

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

PM sem descanso!

Alexandra Reis exigia 1.4 milões de euros (é esta lata que a «matará» politicamente), e a TAP sentiu-se bem a pagar apenas um ano de salários, mais uns trocados para atingir os 500 mil

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

A farda de Zelensky

Zelensky entrou na Casa Branca com a mesma farda de sempre, sem galões nem pretensões

LD Linhas Direitas
Linhas Direitas

O abanão a Lukashenko

O presidente bielorrusso é um leão de circo, sem força, afogado em sanções, e com os militares e a população cada vez mais irritados