Luís Delgado

Comentador político
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Só 26 mil milhões? Devolvam por favor

Que tal olharmos para esse número, 26 mil milhões, mas em perspetiva. É triste, mas tem de ser: 54% desse valor, 14 mil milhões, foi, em 2019, a receita consolidada da EDP!

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Temido sabe que não pode abrir Lisboa

Marta Temido sabe, todos sabemos, que a passagem à terceira fase do desconfinamento, em Lisboa e Vale do Tejo, será uma tragédia, que não tem preço em número de mortes e contagiados

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quem quer uma Europa esquizoide?

Persiste o sentimento, pelos visíveis atrasos, que o Conselho, a Comissão e o Eurogrupo vão, uma vez mais, chegar tarde, sempre carregados de ponderações políticas internas, e incapazes de responder, com energia e rapidez, a uma crise

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A DGS tem de ser apenas técnica e não política

Muitas e sérias dúvidas existem, contudo, quando se sente, implicitamente, no discurso diário da DGS, um leve pendor para as preocupações económicas e financeiras do país, e a necessidade de «abençoar» e apressar as fases de desconfinamento

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A guerra fria atacou a política?

Se Marcelo vier a ser apoiado pelo PS, não passa disso mesmo. Só e apenas. Não pode o PSD ficar irritado porque se atrasou. Ou porque assim não vai a jogo. Ou porque parte dele quer ir, mas com um candidato próprio. Há aqui qualquer coisa que cheira a fim da guerra fria

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Aviso solene de Marta Temido

Os portugueses não estão disponíveis para um jogo de fecha-abre-fecha indefinidamente. Isso significaria um evidente desastre na saúde pública, e uma brutal desconfiança e desesperança das pessoas. Com o que implicaria, de infernal, para a sobrevivência económica do país

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Trump está mais doido e Merkel perdeu a cabeça

Justamente por ser o POTUS, há um pormenor absolutamente essencial, que falta conhecer: quem foi o médico que receitou, ou o hospital que deu? Sendo assim, há mais doidos na Casa Branca. Dos poucos que ainda restam

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Quem manda? O medo ou o Governo?

Não sendo leve nem extremo, o medo do vírus está algures entre o moderado e o severo. Isto ajuda? Não, nada.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Deixem-se de pieguices: enfrentem o raio do vírus

A Diretora Geral de Saúde pediu aos portugueses para não se assustarem, quando os números de contagiados atingirem os 200/ 300 por dia. Bem visto, já foi pior

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

A morte lenta de Centeno

Tudo isto é uma pena, diga-se. Centeno é inegavelmente muito bom. E nesta crise pandémica, económica e financeira poderia ser estrela, outra vez. Mas perdeu-se, algures, no caminho.

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Nós com fome, e UE a marcar férias

Portugal, como outros, está a ficar sem dinheiro. A um ritmo assustador. E se a UE não decidir qualquer coisa, urgentemente, a pandemia sanitária vai parecer o menor de todos os problemas. Por muito que custe dizer isto

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Centeno esqueceu-se que tem um PM?

Num Governo, por boa tradição, não há proximidade maior do que a que existe entre um primeiro-ministro e um ministro das Finanças. Assim, outra vez, uma de duas: ou o ministro nunca ouviu o PM, ou fez de conta

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Este vírus (não) é para velhos

Para os racistas eugénicos, segregadores e discriminadores, a Covid-19 é a obra prima da seleção humana natural

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Sinais da abertura muito preocupantes

A letalidade está acima dos 4% - sendo de dois dígitos em grupos etários mais elevados – e com mais contágios, nos últimos dias, a transmissibilidade (R0) também subiu

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Um Rio translúcido

A Comunicação Social não só faz sapatos, que às vezes são apertados, mas especializou-se em fatos genuínos. Perdão, factos. Mais ou menos a mesma coisa, pelos vistos. Têxteis, por isso. Eles, os Órgãos de Comunicação Social (OCS), ainda não entraram, verdadeiramente, no negócio dos móveis à medida, mas vão lá, com esta crise

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Salve-se quem puder na UE

Ontem, pela fresquinha, a senhora presidente da Comissão, que tem tanto peso como o seu porta-voz, desfez o equívoco. Plano? 6 de Maio? Maio? Tenham juízo

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O Primeiro-Ministro tem o "fator" de Churchill

O tal "fator" só se confirmará se vencer as duas pandemias. Leve o tempo que levar

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Imprensa discriminada

Querem que explique, já agora, qual é a maior de todas as discriminações, aquela que é insustentável, inegável, e impensável?

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

O que queria Trump de Marcelo?

Como os relatórios da CIA, da DIA, da NSA, e do CDC não interessam a Trump, nem os lê, nem quer saber, nada melhor do que ir à fonte. Pressionar compulsivamente, como gosta. «Há por aí algum desinfetante que não temos?»

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Cautela e caldos de galinha

Agora vamos ver. Se o vírus se acobardou e se a economia ressuscitou

Luís Delgado
LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Duas ministras invulgares e um ministro fantasma

Há duas ministras acima da média, daqueles casos que só se revelam em estados de crise – aí é que se deteta o «fator Churchill» do livro de Boris Jonhson

Luís Delgado