Reportagem: Do Afeganistão para a Nazaré para verem o mar pela primeira vez

FOTO: Marcos Borga

Reportagem: Do Afeganistão para a Nazaré para verem o mar pela primeira vez

Frishta Qasime faz hoje, precisamente, 16 anos. Poucas horas antes, na sexta-feira, 8, ao final da tarde, foi surpreendida – tal como todas as suas companheiras da equipa de futebol e respetivos familiares – com uma viagem de Lisboa até à Nazaré, para a partir do Sítio e do Forte de São Miguel Arcanjo contemplarem o mar bravo da região Oeste. Já o tinham visto em A Grande Onda da Nazaré, documentário da HBO sobre o surfista Garrett McNamara, mas ao vivo foi a primeira vez e estavam felizes.

Frishta Qasime

Os largos sorrisos acompanhavam as selfies em conjunto e as gargalhadas ouviam-se, apesar do restolhar dos vagalhões. Impressionante para nós, até por vezes assustador, mas muito “relaxing” para estas meninas resgatadas de Cabul na Missão Bolas de Futebol, liderada por Farkhunda Muhtaj, 23 anos, capitã de equipa e treinadora. Afegã a residir no Canadá desde os dois anos, onde é professora de Educação Física e jogadora de futebol, Farkhunda é responsável pelos treinos diários num campo cedido em Odivelas.

Ver o oceano Atlântico foi uma lufada de ar fresco e literalmente salgada na vida destas meninas, mas para Frishta Qasime o melhor presente de aniversário seria tirar do Afeganistão a mãe e mais quatro irmãos, todos mais novos, e receber boas notícias do pai, líder militar em Mazar-i-Sharif, desaparecido desde que os talibãs tomaram o poder. Caso nada aconteça antes, Frishta tem um plano a longo prazo: contar com a ajuda do governo português, receber e juntar todo o dinheiro que conseguir a jogar futebol para daqui a dois ou três anos trazer a família mais próxima para Portugal. Por agora, e três semanas após a vinda para Lisboa com os tios e uma prima, vai falando quase todos os dias com a mãe pelo WhatsApp. De lá, ouve sempre o mesmo conselho, “para não chorar”, mas deste lado da linha, a adolescente não contém as lágrimas de tristeza, mais do que de raiva.

Dos seus planos também fazem parte ser médica e para isso Frishta, a jogar a avançada na seleção afegã, sabe que quanto melhor falar português, mais hipóteses terá de entrar na universidade. Por estas noites, enquanto a maior parte do grupo canta e toca viola no hostel onde ainda está instalado, Frishta vai para a Internet à procura de palavras portuguesas e faz uma aula por noite. Já soletra o nosso alfabeto e sabe muitos cumprimentos, desde “como vai?” a “estou bem, obrigada”, até à palavra “chave”, que usa todos os dias para ir para o quarto, e o nome do ídolo Cristiano Ronaldo. Como lhe faltavam alguns números, ensinámos-lhe o simples “um, dois, três”.

Ser livre é isto

Nesta visita-relâmpago à Praia do Norte na Nazaré, num final de tarde ventoso e frio, a maioria do grupo, muito heterogéneo, com pessoas de várias idades e graus de parentesco, não usa máscara para se proteger da Covid-19. Assumem sorridentes os rostos destapados, com muitas das mulheres maquilhadas a preceito. Calçaram ténis, vestiram calças de ganga e t-shirts ou vestidos e lenços a proteger a cabeça.

Sara Hayen, 15 anos, tem uma fita a tirar-lhe o cabelo da cara. Traços finos que combinam com a doçura da voz e a delicadeza das mãos. Nascida na capital Cabul, a avançada da seleção de futebol afegã já tinha visto uma grande quantidade de água, em Qargha, por exemplo, um reservatório proveniente de uma barragem, mas nunca a imensidão de um oceano. Inspirando e expirando, fecha os olhos e diz:” Isto mostra-me como eu sou livre.”

Sara Hayen

A segurar o telemóvel e os óculos escuros vai gesticulando para explicar, num inglês muito compreensível, ensinado pelo pai, como gosta dos portugueses, por sermos um povo calmo, muito amável e amistoso. Sara chegou a Lisboa com os pais e a irmã de 13 anos e, por Portugal ser um destino turístico, já tinha ouvido falar do país de Cristiano Ronaldo. Segue o craque madeirense no Instagram e está a pensar mandar-lhe uma mensagem. Sonha ser uma “big business woman”, uma grande mulher de negócios designer de automóveis, criando mesmo novos modelos. Fazemos figas, pois tem o futuro todo à sua espera.

Solidariedade a rodos

Com o grupo a espalhar-se pela arriba como formigas, a descer até à beira-mar, cruzamo-nos com a mãe de Sara. Ironia do destino, em Cabul, Sabara Mirzaaiida, 39 anos, trabalhava na ARCS – Afghan Red Crescent Society, uma instituição de caridade que presta apoio humanitário a quem é afetado por desastres naturais e não naturais. Além disso, a ARCS funciona também como uma sucursal da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. Agora, sem nenhum dinheiro, sem casa, nem trabalho, é Sabara quem necessita de ajuda. Mas, não quer baixar os braços e mesmo a partir de Portugal gostava de continuar a ajudar a sua comunidade.

Sabara Mirzaalida (à direita) com as filhas Sara Hayen (ao meio) e Sahar Hayen (à esquerda)

No Afeganistão deixou o irmão e os amigos e quando fixa o olhar cheio de lágrimas no pôr do sol questiona-se sobre o que o futuro lhe reserva, a ela, às duas filhas e ao marido que trabalhava no Programa Mundial de Alimentação das Nações Unidas (World Food Programme), providenciando comida para os mais pobres.

No Afeganistão, não eram ricos, mas também não eram pobres. Este casal de classe média trabalhava em escritórios, Sabara ia ao ginásio, tinha aulas de inglês, usava brincos e pulseiras e pintava os olhos e os lábios. Em Portugal, depois de todos estarem a receber cuidados de saúde e feito exames médicos, Sabara sente e sabe que está com uma depressão.

Farkhunda Muhtaj

Por agora, o pôr do sol sobre o mar da Nazaré, seguido de um intenso nevoeiro, chegou primeiro do que uma casa para cada família, em vez de um quarto num hostel para quatro pessoas; a escola para os mais novos e os empregos para os adultos. Mas, é uma questão de meses para um bom recomeço, como assegura Farkhunda Muhtaj. Parabéns Frishta Qasime, desejamos-te um dia muito feliz!

Mais na Visão

Mais Notícias

Neuralink sob investigação federal nos EUA por testes em animais

Neuralink sob investigação federal nos EUA por testes em animais

Dormir pela sua saúde

Dormir pela sua saúde

O Natal da EXAME: as escolhas bonitas de Edgar Antunes

O Natal da EXAME: as escolhas bonitas de Edgar Antunes

CORREÇÃO DO TÍTULO: Iberdrola quer investir 3 mil ME em Portugal nos próximos anos

CORREÇÃO DO TÍTULO: Iberdrola quer investir 3 mil ME em Portugal nos próximos anos

Bárbara Norton de Matos arrasa com look sensual

Bárbara Norton de Matos arrasa com look sensual

Natal: presentes para gourmets

Natal: presentes para gourmets

Vencedores do passatempo 'O Gato das Botas: O Último Desejo'

Vencedores do passatempo 'O Gato das Botas: O Último Desejo'

38 grandes vinhos para alegrar as refeições festivas que aí vêm

38 grandes vinhos para alegrar as refeições festivas que aí vêm

Secretária de Estado pede à população para ficar em casa devido ao mau tempo

Secretária de Estado pede à população para ficar em casa devido ao mau tempo

O Natal da EXAME: as escolhas sem sentido de Margarida Vaqueiro Lopes

O Natal da EXAME: as escolhas sem sentido de Margarida Vaqueiro Lopes

Ana Milhazes: A arte de viver com o essencial

Ana Milhazes: A arte de viver com o essencial

Moda: Fundo preto

Moda: Fundo preto

Casa de Mafra: linhas puras

Casa de Mafra: linhas puras

Ajitama Ramen Bistro: O templo dos caldos japoneses tem uma segunda morada em Lisboa

Ajitama Ramen Bistro: O templo dos caldos japoneses tem uma segunda morada em Lisboa

JL 1360

JL 1360

O Natal da EXAME: as escolhas culturais de Cesaltina Pinto

O Natal da EXAME: as escolhas culturais de Cesaltina Pinto

Harry e Meghan revelam que se conheceram nas redes sociais

Harry e Meghan revelam que se conheceram nas redes sociais

Renault Kangoo Van E-Tech em teste: Assim é mais fácil

Renault Kangoo Van E-Tech em teste: Assim é mais fácil

O look de Irina que dá volume ao cabelo

O look de Irina que dá volume ao cabelo

Depois de cancelar o noivado, Tamara Falcó mostra-se feliz nas Maldivas

Depois de cancelar o noivado, Tamara Falcó mostra-se feliz nas Maldivas

E ainda... Saramago

E ainda... Saramago

Bendito burel: 24 peças quentes e bonitas no tecido da serra da Estrela

Bendito burel: 24 peças quentes e bonitas no tecido da serra da Estrela

Os animais mais cómicos do ano!

Os animais mais cómicos do ano!

Ofereça beleza este Natal

Ofereça beleza este Natal

O que faz um meteorologista?

O que faz um meteorologista?

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Organizações ambientalistas contra gasoduto

Organizações ambientalistas contra gasoduto "desnecessário" para interconexões ibéricas

Conheça as vantagens do recondicionamento dos smartphones

Conheça as vantagens do recondicionamento dos smartphones

Esta Iguana move-se no universo das novelas gráficas

Esta Iguana move-se no universo das novelas gráficas

Morreu o cardiologista e

Morreu o cardiologista e "médico do coração" Fernando de Pádua

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

O look natalício de Madalena Abecasis que queremos copiar

O look natalício de Madalena Abecasis que queremos copiar

Recorde os visuais de Kate durante a viagem aos Estados Unidos

Recorde os visuais de Kate durante a viagem aos Estados Unidos

VOLT Live: a nova Smart e as notícias da semana

VOLT Live: a nova Smart e as notícias da semana

Universidade de Évora e Cruz Vermelha testa com sucesso baterias de segunda vida em cenário de catástrofe

Universidade de Évora e Cruz Vermelha testa com sucesso baterias de segunda vida em cenário de catástrofe

Em dia de aniversário, Casa Real partilha fotografia da princesa Amalia da Holanda

Em dia de aniversário, Casa Real partilha fotografia da princesa Amalia da Holanda

Governo cria linhas de apoio com dotação global de 100 ME para empresas turísticas

Governo cria linhas de apoio com dotação global de 100 ME para empresas turísticas

Cristina Ferreira comete nova gaffe em Inglês

Cristina Ferreira comete nova gaffe em Inglês

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Georgina Grávida?

Georgina Grávida?

Três legislaturas depois, texto sobre eutanásia vai hoje a votação final global

Três legislaturas depois, texto sobre eutanásia vai hoje a votação final global

JL 1361

JL 1361