Grande entrevista a Paulo Rangel: “Com Costa é tudo mais viscoso, mais gasoso”

Grande entrevista a Paulo Rangel: “Com Costa é tudo mais viscoso, mais gasoso”

A entrevista a Paulo Rangel em sete momentos (vídeo)

Foi imediatamente após uma intervenção online, na qualidade de eurodeputado, a partir do Gabinete do Parlamento Europeu, em Lisboa, a propósito do atual diferendo entre Bruxelas e a Polónia, que Paulo Rangel, 53 anos, se encontrou, num hotel de Lisboa, com os jornalistas da VISÃO, para uma conversa de quase duas horas. Nesta longa entrevista, combinada no passado fim de semana, logo após ter anunciado, sexta-feira, 15, a sua candidatura à presidência do PSD, Rangel mostra ao que vem: explica o que o motiva a correr para a liderança dos sociais-democratas, mas também abre o jogo sobre algumas das ideias que tem para o País. O diagnóstico sobre a gestão de Rui Rio, a receita para o PSD recuperar o poder, a recusa em entendimentos com o Chega – “um aliado objetivo do PS”… –, a convicção de recuperar a vocação maioritária do PSD e o catolicismo progressista, no plano dos costumes, de tudo fala, sem fugir às questões mais pessoais. Da orientação sexual ao culto do heavy metal.

Palavras-chave:

Mais na Visão