O hospital no Bangladesh que é considerado o melhor projeto de arquitetura do mundo

O hospital no Bangladesh que é considerado o melhor projeto de arquitetura do mundo

A cor avermelhada dos tijolos contrasta com o verde da vegetação e com o azul do rio que o envolve. Situado numa área “predominantemente rural que foi fortemente afetada por um grande ciclone”, o Hospital da Amizade em Satkhira, no Bangladesh, foi o vencedor do Prémio Internacional de Arquitetura do Royal Institute of British Architects (RIBA) de 2021.

“Inspirado por uma poderosa abstração da paisagem ribeirinha, o campus combina com o ambiente”, lê-se na descrição feita pelos arquitetos do hospital. “O layout do edifício é eficiente e a arquitetura racional. Uma série de pátios traz ventilação natural, enquanto espaços com ar condicionado, como blocos de cirurgia, são colocados em áreas à sombra”, afirma o arquiteto Kashef Chowdhury, com a empresa sediada em Dhaka. O recinto tem muita luz natural, direta e refletida em todas as enfermarias e consultórios, tendo este pormenor sido “estudado com detalhe”.

A separar os vários departamentos e unidades de saúde está um curso de água, que realça ainda mais a harmonia do edifício com a área envolvente. “Foi introduzido um canal que atravessa o local, controlando o acesso enquanto capta a água da chuva e anima a paisagem. Em cada extremidade há dois grandes tanques que retêm a água – um recurso valioso numa área onde a água subterrânea salina é inutilizável para a maioria dos propósitos práticos”, referem.

Chowdhury descreve a decisão do júri de homenagear um “periferia global” como um “momento extremamente importante”.

O júri foi composto por especialistas da Europa, Estados Unidos, Ásia e América do Sul, sendo presidido pela arquiteta Odile Decq, que considera que hospital, encomendado pela ONG de desenvolvimento sustentável Friendship, “é relevante para desafios os globais críticos, como acesso desigual à saúde e o impacto esmagador do colapso climático em comunidades vulneráveis”.

O hospital de Satkhira foi um dos três projetos mencionados para o prémio: James-Simon-Galerie, uma galeria de arte na Ilha dos Museus de Berlim, e Lille Langebro, uma ponte sem veículos na capital dinamarquesa, Copenhaga.

Assine a VISÃO, apoie o jornalismo, por apenas €6/mês.

ASSINE AQUI

Mais na Visão