Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

World Press Photo: A exposição dos melhores trabalhos de fotojornalismo do mundo inaugura em Lisboa 

World Press Photo

Pela 18ª vez, a VISÃO trouxe a Portugal as imagens que melhor retratam questões e momentos da atualidade. A mostra abriu ao público este sábado, 27 de abril, no Museu Nacional de História Natural e Ciência, no Príncipe Real

Estamos no antigo picadeiro do Colégio dos Nobres, no Museu Nacional de História Natural e Ciência, em Lisboa, e os 140 trabalhos distinguidos este ano pela organização World Press Photo (WPP) têm lugar de destaque na sala. São imagens de 43 fotógrafos de 25 países, distinguidos pela referência mundial do fotojornalismo por darem a conhecer as questões e os momentos cruciais – e fraturantes – que marcam a atualidade, em todo o mundo. A exposição, trazida à capital pela VISÃO, inaugurou sexta-feira, dia 26, com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, e de Fernando Medina, Presidente da Câmara de Lisboa, bem como do Reitor da Universidade de Lisboa, António Manuel da Cruz Serra.

“São fotografias que se colam à retina pelo impacto que têm e pelas histórias que contam. É uma parceria perfeita para a VISÃO. A boa fotografia faz parte do nosso ADN e o WPP é a referência mundial em fotojornalismo, partilhando connosco os valores da qualidade, credibilidade e rigor informativo”, destacou Mafalda Anjos, diretora da revista, no momento em que se desvendavam as imagens vencedoras, escolhidas entre 78 mil candidatas. “É também uma forma de homenagear o trabalho dos repórteres de imagem, que criam símbolos de causas só com uma fotografia”, assinalou ainda, a lembrar a foto vencedora, que revela o choro de uma menina, na fronteira do Texas, no momento em que a mãe era revistada pelas autoridades. “É preciso estar no sítio certo, à hora certa, para captar o instante precioso, a imagem certeira. Olhar e ver o que aos outros passa despercebido.”

Ali há imagens dos conflitos armados na Síria e no Iraque, dos movimentos de contestação na América Latina, das restrições às mulheres no Irão. Ali está também a foto do menino a dormir no mar de lixo que se tornou o rio Pasig, na baía de Manila, capital das Filipinas, apanhada pela objetiva do fotógrafo português Mário Cruz, distinguido na categoria de Ambiente.

“Vivemos num tempo que é crescentemente desafiador, mas apesar disso muitas destas histórias também trazem beleza e esperança”, sublinhou Yi Wen, a curadora da exposição, a assinalar que ali está também o compromisso da World Press Photo com uma informação em que se possa confiar.

Fernando Medina, Presidente da Câmara de Lisboa, inaugurou a exposição. Aqui em frente à foto vencedora de 2019

Fernando Medina, Presidente da Câmara de Lisboa, inaugurou a exposição. Aqui em frente à foto vencedora de 2019

MANUEL DE ALMEIDA

“Foi tudo verificado. Neste mundo ligado à tecnologia 24 horas, temos de nos assegurar que o vemos é inteiramente confiável, que as fotos são o que dizem ser”, remata, sobre a exposição que inaugura agora em Lisboa, a par de Roma, Barcelona e Hamburgo, e que visitará mais de 100 outras cidades.

“São imagens que nos convocam, que nos mudam”, considerou Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, elogiando ainda o “fortíssimo compromisso cívico dos fotógrafos premiados” e a "importância da fotografia como registo documental para a memória coletiva". "Sim, uma imagem pode mudar o mundo e ajudar a mudar as consciências", assegurou Fernando Medina, em resposta à curadora do World Press Photo.

Graça Fonseca, Ministra da Cultura, marcou presença na inauguração da exposição

Graça Fonseca, Ministra da Cultura, marcou presença na inauguração da exposição

MANUEL DE ALMEIDA

Neste espaço pode ainda fazer uma outra viagem à volta dos mares que unem Portugal Continental, Açores, Espanha, Brasil, Moçambique e São Tomé e Príncipe - um trabalho documental chamado "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, que também está em exposição. “São geografias que nos são muito queridas”, considerou Sofia Tenreiro, administradora executiva da Galp, patrocinador principal deste evento, “porque marcamos lá presença. E o tema do mar toca-nos a todos.”

Falta só dizer que a mostra está aberta ao público até dia 19 de maio, com uma série de palestras e workshops todos os fins de semana, e um concurso nacional de fotografia promovido pela Anacom, para celebrar os seus 30 anos, com prémios que ascendem aos 2500 euros. Veja abaixo toda a programação.

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. Aqui em destaque uma fotografia de Nuno Sá, nos Açores.
1 / 5

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. Aqui em destaque uma fotografia de Nuno Sá, nos Açores.

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. Em destaque uma fotografa de Dário Pequeno Paraíso, em São Tomé e Príncipe, e ao fundo de Ana Catarina, no Rio de Janeiro
2 / 5

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. Em destaque uma fotografa de Dário Pequeno Paraíso, em São Tomé e Príncipe, e ao fundo de Ana Catarina, no Rio de Janeiro

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. Aqui fotografias de Joel Santos
3 / 5

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. Aqui fotografias de Joel Santos

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. À esquerda fotografias de Bruno Pedro, em Moçambique, e à direita, mais imagens de São Tomé e Príncipe, de Dário Pequeno Paraíso
4 / 5

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. À esquerda fotografias de Bruno Pedro, em Moçambique, e à direita, mais imagens de São Tomé e Príncipe, de Dário Pequeno Paraíso

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. À esquerda, fotografias de Arlindo Camacho em Sines, e à direita mais imagens de Nuno Sá, dos Açores.
5 / 5

Inauguração da exposição do trabalho documental "O Mar Que nos Une", promovido pela Fundação Galp, em parceria com a VISÃO, para ver no World Press Photo, em Lisboa. À esquerda, fotografias de Arlindo Camacho em Sines, e à direita mais imagens de Nuno Sá, dos Açores.

PROGRAMA WORLD PRESS PHOTO

Calendário: 27 de abril a 19 de maio

Horário: De quinta a domingo e feriados, das 10h às 20h

Entradas (à venda no local): Bilhete inteiro - €4 ; Crianças, estudantes e séniores - €2 ; Bilhete gratuito até aos 12 anos

CONVERSAS E RALIS SOBRE FOTOGRAFIA

Organizados pela VISÃO em parceria com Fundação GALP

27 DE ABRIL
16H30 TALK - Como a fotografia desperta consciências, com Mário Cruz. O fotojornalista foi duas vezes consagrado com um prémio no World Press Photo, ganhando este ano o terceiro lugar na categoria de Ambiente.

04 DE MAIO
15H30 TALK - O olhar do fotojornalista, com Luís Barra, fotojornalista da VISÃO.

17H RALI FOTOGRÁFICO - Exercícios com máquinas fotográficas no Jardim Botânico e escolha de fotografias, com Luís Barra, fotojornalista da VISÃO.

11 DE MAIO
15H30 TALK - A fotografia de Natureza, com Nuno Sá. O fotógrafo e videógrafo, consagrado com um BAFTA, é considerado um dos melhores do mundo em vida marinha selvagem.

17H RALI FOTOGRÁFICO - Exercícios com máquinas fotográficas no Jardim Botânico e escolha de fotografias, com Isabel Saldanha. ISabel Saldanha, mediática fotógrafa, bloguer e escritora.

18 DE MAIO
15H30 TALK - A arte do retrato, com Arlindo Camacho, colaborador da VISÃO e PRIMA.

17H RALI FOTOGRÁFICO - Exercícios com máquinas fotográficas no Jardim Botânico e treino de retrato, com Arlindo Camacho.

WORKSHOPS DE FOTOGRAFIA COM TELEMÓVEL

Organizados pela VISÃO em parceria com Samsung Galaxy

28 DE ABRIL, 05 MAIO, 12 MAIO, 19 MAIO

15H30 WORKSHOP - Técnicas de fotografia com smartphone, com Gonçalo F. Santos.

NOTA: Lugares limitados de acordo com a lotação da sala: Talks - até 50 lugares ; Workshops e Ralis até 30 lugares.
INSCRIÇÕES NA BILHETEIRA

- PARTICIPE NO CONCURSO DE FOTOGRAFIA DA ANACOM COM PRÉMIOS ATÉ 2500 EUROS. Saiba mais aqui

- Saiba mais sobre o World Press Photo aqui

- Adira ao evento no Facebook aqui

Na exposição pode ainda tirar fotografias divertidas e ser a capa da VISÃO

Na exposição pode ainda tirar fotografias divertidas e ser a capa da VISÃO