Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

“Com a Web Summit, muitas pessoas acordaram para Lisboa”

Web Summit

Luís Barra

Vasco Pedro, cofundador e CEO da Unbabel, em discurso direto

LEIA TAMBÉM:

De russo para castelhano ou de português para mandarim, na língua-mãe nos entendemos

Conhecer o mercado

“A Europa tem todas as potencialidades para se venderem coisas online em vários países. No entanto, só 12% das empresas que vendem online é que o fazem para outros países. E só 3% das pessoas que fazem compras online compram coisas de outros países. Há claramente um impacto ao nível das línguas. 88% das empresas, apesar de serem digitais, não são globais. Não estão a vender para lá do ecossistema onde se fala a mesma língua. À escala global, é um obstáculo enorme e o desafio é fazê-lo desaparecer.”

As pessoas primeiro

“A equipa faz toda a diferença. As empresas não falham por causa da tecnologia ou do produto. Falham por causa de pessoas. É mais fácil ter uma má ideia e uma boa equipa transformá-la rapidamente numa boa ideia do que chegar a algum lado com uma boa ideia se a equipa for má.”

Ações para todos

“Todos os funcionários têm ações da empresa. É uma forma de permitir que o sucesso da Unbabel seja o sucesso de todos. Noto que há uma geração de millennials com valores diferentes da geração anterior. É muito importante para eles terem autonomia e capacidade de decisão. Também valorizam a flexibilidade de horário, mas gostam sobretudo de ter agência no que fazem, de fazerem parte de uma missão.”

Otimismo para dar 
e vender

“Houve várias ocasiões em que a Unbabel podia ter fracassado. Racionalmente, a probabilidade de uma startup falhar é muito grande. Mas eu acredito sempre que as coisas vão funcionar. E, à medida que se avança, essa probabilidade desce.”

Despedimento crítico

“Em 2015, começámos a ficar sem dinheiro. A ronda de investimento demorou mais do que estávamos à espera e tivemos de reduzir o pessoal para ficarmos sustentáveis e com hipótese de sobreviver. Na altura, éramos 15 pessoas e passámos a 7. Foi muito duro, porque havia uma excelente relação. Ainda por cima, uma semana depois de comunicar estas decisões difíceis estava a falar ao telefone com um investidor dos EUA, que me disse: 'Adoro a ideia e quero meter 400 mil dólares.' E, assim que o fez, apareceram outros investidores atrás.”

Emoções do 8 ao 80

“Nas startups, os altos são muito altos e os baixos são muito baixos. Cada vitória é celebrada com a sensação de que vamos conquistar o mundo e cada derrota é tipo 'vamos morrer, o que é que andamos a fazer?'.”

Web Summit

“Muitas pessoas acordaram para Lisboa. Legitimou muito a cidade como um hub de startups.”

Parte do especial Web Summit da VISÃO 1287