Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

A festa já começou!

Miúdos a votos

Miúdos de todo o país já fazem campanha eleitoral pelo livro mais fixe

Margarida Queirós

Enquanto numas escolas se fazem os últimos preparativos para a campanha eleitoral de «Miúdos a Votos», noutras a festa já começou. Cartazes, podcasts e vídeos estão prontos e já estão marcados debates, comícios ou sessões de esclarecimento para que no dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, o voto seja feito em consciência.

Com a iniciativa da VISÃO Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares «Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?», não só vais poder votar no livro de que mais gostas como também vais poder fazer campanha eleitoral por ele.

Depois de escolhidos os livros, o início da campanha eleitoral ficou marcado para dia 5 de março. Nas escolas já fervilham as reuniões dos grupos de trabalho para definir a estratégia vencedora e aqui na redação já começámos a receber cartazes, vídeos e podcasts.

O «Auto da Barca do Inferno», de Gil Vicente, conta já com dois trabalhos feitos em escolas diferentes. Na Escola Básica de Briteiros, em Braga, Inês Vieira da Silva, do 9º. B, Jéssica Ferreira, Lara Amorim, Patricia Cunha e Maria Lima, do 9º D, alunas que pertencem ao Clube de Jornalismo realizaram um vídeo e da Escola Secundária de Resende chegou-nos um cartaz e um podcast, feito pelo 9.ºA.

Cartaz realizado pela Escola Secundária de Resende

Cartaz realizado pela Escola Secundária de Resende

Na Escola Básica Mosteiro e Cávado, em Braga, o livro «A Fada Oriana», de Sophia de Mello Breyner Andresen, já tem uma conta no Instagram. A página @fada_oriana_cavado foi criada por uma equipa de trabalho que até tem cargos definidos. “Enquanto nos divertimos, aprendemos mais sobre livros e sobre como fazer uma campanha eleitoral», diz-nos Filipa de Sousa Silva, do 5.º ano, que faz parte deste grupo e que considera a iniciativa interessante. “Além disso, divulgamos os livros que mais gostamos."

Instagram

Em Setúbal, na escola EB2/3 de Aranguez, as alunas do 6.º B Ana Carvalheira, Madalena Paviliuc e Leonor Santos pretendem convidar outros colegas do 5.º e 6.º a “trabalhar connosco e, assim, ampliar a nossa campanha”. “Gostámos da iniciativa no ano passado e achamos que é uma maneira diferente de promover a leitura”, explicam. Por isso, querem que mais colegas se envolvam. Duarte Pardal e Joana Baptista, alunos do 6.º D da mesma escola, vão fazer campanha por «Ulisses», de Maria Alberta Menéres, e quiseram participar porque os entusiasma a ideia de convencer os colegas a ler. “Iremos falar com os mais novos e iremos levá-los a participar numa campanha divertida e que nos ensina o que é votar em democracia.”

Na Escola Básica da Conquinha, em Torres Vedras, já há cartazes e um comício marcado para dia 20 de Março: um grupo do 4.ºA vai mostrar aos colegas porque devem votar no «Diário de um Banana». O grupo é constituído por sete alunos: Salvador Maia, Rita Silva, Nicole Baia, Catarina Richard, Iuri Wienen, Tomás Inácio e Daniel Duarte. Todos concordam que é preciso estratégia e bons argumentos para que o livro preferido seja vencedor: “No comício vamos explicar porque gostamos tanto deste livro. E, no tempo de antena, queremos convencer os colegas de outras escolas”.

Alunos do 4.º A da Escola Básica da Conquinha pintam cartazes alusivos ao livro «Diário de um Banana»

Alunos do 4.º A da Escola Básica da Conquinha pintam cartazes alusivos ao livro «Diário de um Banana»