Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Os resultados eleitorais de «Miúdos a Votos»

Miúdos a votos

Na 1.ª edição de «Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?», votaram 53 666 alunos, de 308 escolas. Dava para eleger dois deputados, se fossem eleições para a Assembleia da República! Sabe mais sobre os resultados eleitorais

No 1.º ciclo votaram 17 087 alunos. Os três livros mais votados foram O Principezinho, de Antoine Saint-Exupéry, Porque é que os Animais não Conduzem?, de Pedro Seromenho, e O Tubarão na Banheira, de David Machado. Destacam-se ainda os três títulos de Jeff Kinney: O Diário de um Banana (Vol. 1), O Diário de um Banana: Um Dia de Cão (Vol. 4) e O Diário de um Banana: Tudo ou Nada (Vol. 11).

Apuramento de resultados: Pordata

Apuramento de resultados: Pordata

Os alunos do 2.º ciclo foram quem mais votaram. No dia 17 de março, 18 326 eleitores entre o 7.º e o 9.º ano deslocaram-se às urnas. Este grupo elegeu em força o título Avozinha Gângster, com 14,3% dos votos. No segundo, terceiro e quarto lugares, as percentagens que diferenciaram cada candidato foram mínimas: Harry Potter e a Pedra Filosofal, com 5,9%; O Principezinho, com 5,8% dos votos e A Fada Oriana, com 5,7%, das escolhas dos eleitores.

Já no 3.º ciclo, votaram 18 253 alunos. A Culpa é das Estrelas foi o mais votado, com 13,1% dos votos, e em segundo lugar encontramos O Diário de Anne Frank, com 8,4 por cento. Todavia, foi entre o terceiro e o quarto lugar que esta eleição se tornou renhida: apenas 1 voto separou o título O Rapaz do Pijama às Riscas, que ficou em terceiro lugar, do livro Avozinha Gânsgter! O teu voto fez mesmo a diferença!

Relativamente ao número de alunos que votaram, foi no 2.º ciclo que se registou maior participação: 7,7% dos alunos matriculados em Portugal participaram na votação. Sobre as escolas que votaram nesta edição dos «Miúdos a Votos», relativamente ao número de escolas existentes em Portugal, também foi no 2.º ciclo que a participação foi maior, atingindo os 11,9 por cento.

Do total dos 53 666 votos registados, 49 317 foram considerados votos válidos; 4 130 foram declarados nulos e 219 eleitores votaram em branco.

O número de votos nulos foi muito elevado porque em muitas escolas o número total de votos não coincidia com o total de votos de todos os candidatos, pelo que foi necessário anular a contagem desses votos.

A abstenção atingiu apenas os 42,7%, número este que é mais baixo do que os valores registados nas últimas eleições para a Presidência da República, 51,3%, e para a Assembleia da República, 44,1%.

Por este facto, e pela participação em massa de alunos e professores neste exercício de cidadania e de apelo à concretização dos valores democráticos pelas gerações mais jovens, estão de parabéns todos os indivíduos e entidades que participaram na iniciativa «Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?».

Curiosidades sobre os resultados de «Miúdos a Votos»:

O número de votos daria para eleger dois deputados à Assembleia da República

A votação registou um número de votos (53 666 votos) apenas um pouco menor do que o número total de votos registados no distrito de Portalegre nas últimas legislativas (59 011).

«Miúdos a Votos» teve quatro vezes mais votos do que os votos registados no círculo da Europa nas últimas eleições legislativas (13 791 votos)

No 3.º ciclo, «Avozinha Gangster» não ficou em terceiro lugar por apenas um voto!

Contabilizando os votos dos três ciclos de ensino, «O Principezinho» foi o livro que reuniu mais votos: 3 008 votos!