Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Principais razões para sensibilidade dentária

Sensibilidade dentária é uma das razões mais comuns para ir ao dentista. Sabe porque tem sensibilidade dentária?

Todos sabemos aquela sensação de choque elétrico que atinge diretamente, com dor, o dente, no preciso momento em que damos uma trinca gulosa num gelado. Essa sensação é a sensibilidade dentária! Comida quente, comida gelada, água fria e até o ar frio podem ser os fatores desencadeadores da dor de dente repentina que acontece pelas terminações nervosas que surgem na dentina do dente (a camada mais mole do dente que fica entre a polpa que contém nervos e o esmalte (a zona exterior e protetora do dente)).

Sensibilidade dentária é uma das razões mais comuns para ir ao dentista.

Sabe porque tem sensibilidade dentária?

1 - Usa com demasiada força a escova de dentes

Algumas vezes a sensibilidade dentária ocorre pela escovagem com força excessiva ou de usar uma escova demasiado rija. Com o tempo pode baixar a linha da sua gengiva e expor a dentina, que transmite à polpa do dente estímulos térmicos.

Conselho: mudar de escova dentária para uma mais suave e escovar com maior delicadeza.

2 - Faz uma alimentação maioritariamente ácida

Comida como molho de tomate, limão, toranja, kiwi e pickles podem provocar sensibilidade dentária se a dentina estiver exposta.

Conselho: se tem sensibilidade dentária deve evitar ingerir alimentos desta natureza

3 - Range os dentes - Bruxismo

Mesmo sabendo que o esmalte dentário é a substancia mais forte do nosso corpo ao ranger os dentes pode provocar o seu desgaste colocando cada vez mais a dentina exposta.

Conselho: visite o seu dentista para lhe recomendar uma goteira de relaxamento que são feitas especificamente para si.

4 - Usa pasta de dentes branqueadora

Existem imensas marcas de pastas dentífricas que têm na sua composição químicos de branqueamento aos quais muitas pessoas são mais sensíveis do que outras.

Conselho: Se a sua pasta tem esse agente considere trocar para uma que não tenha.

5 - Tem doença periodontal

Problemas de saúde periodontal podem provocar recessão gengival levando a um aumento de sensibilidade dentária.

Conselho: aconselhe-se com o seu dentista sobre o tratamento mais adequado.

6 - Tem tártaro nos seus dentes

O objetivo de passar o fio dentário e de escovar os dentes é para remover a placa bacteriana que se acumula depois de comer. Uma presença de tártaro excessivo e prolongado pode danificar o esmalte dentário.

Conselho: manter uma boa higiene oral diária em casa e visitar o seu dentista para avaliação e higiene oral de 6 em 6 meses.

7 - Fez um tratamento dentário

É normal sentir sensibilidade dentária depois por exemplo de uma restauração dentária ou mesmo depois da colocação de coroas ou facetas dentárias.

Conselho: Se os sintomas não desaparecerem depois de um pequeno período de tempo, deve visitar o seu dentista para avaliar a situação.

8 - Tem o dente partido

Um dente partido ou lascado pode causar sensibilidade dentária.

Conselho: o seu dentista precisa avaliar a situação para decidir qual o melhor tratamento. Poderá aconselhá-lo a uma restauração, desvitalização ou mesmo a colocação de uma coroa dentária.

9 - Restauração antiga

Com o passar do tempo as restaurações tendem a ficar mais enfraquecidas e podem ficar desgastadas ou fraturadas. É muito fácil as bactérias infiltrarem através dessas pequenas cavidades ou fraturas.

Conselho: visite o seu dentista para avaliar a situação e definir consigo o melhor tratamento.

Existe tratamento para a sensibilidade dentária, na realidade se for algo ligeiro uma boa pasta dentífrica para esse fim irá ajudar.

No caso de sensibilidade extrema, persistente mesmo com boa higiene oral e utilizando produtos de higiene oral adequados a este sintoma visite o seu médico dentista. Só mesmo em consultório será possível determinar a causa principal da sua sensibilidade dentária e saber qual o melhor tratamento especificamente para si.

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Licenciado em Medicina Dentária, tem várias Pós-graduações em áreas especificas como Cirurgia Avançada de Implantes e Tecidos Moles, Implantologia e Estética Dentária. Sempre muito dedicado à vertente da implantologia e cirurgia oral, participou em várias palestras nesse âmbito. A sua experiência profissional incide na Reabilitação Oral integral, com forte componente estética. Participou em alguns programas de televisão dedicados à saúde oral e estética dentária e é muitas vezes convidado para rubricas de informação de medicina dentária. Sempre projectou ter o seu próprio espaço, com um ambiente que correspondesse às suas paixões e uma prática clínica sempre avançada/ atualizada, proporcionando um cuidado de excelência como sempre o fez. Foi em 2016 que deu estrutura ao seu sonho com a Clinica Mint em Lisboa.