Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

  • Promontórios

    Gonçalo Cadilhe

    De cada vez que regresso a Manarola, coloco a mesma questão, sem que alguém me possa dar a resposta: porque é que deram a melhor vista aos mortos?

  • Quem cose às vezes “descoze”: Ortografia em crise

    Sandra Duarte Tavares

    Vivendo na era da informação e da comunicação, por que razão continuamos a tropeçar diariamente em erros ortográficos? Quais as causas que poderão estar na origem desses erros? E que estratégias para os evitar

  • O sentido da Espuma

    Paulo Mendes Pinto

    Sobre o livro 'Desfazer da Espuma', de Pinto Sancho

  • A paz e o clima são de todos

    Rui Tavares Guedes

    A paz, diz-nos a História, quando analisada numa perspetiva de longa duração, é um bem escasso e pouco duradouro

  • E os militares, senhores?

    Pedro Norton

    Ao contrário do que é tradicional, o prestígio das Forças Armadas não se defende com uma cultura de respeitinho silencioso

  • A universalidade do Estado Social, essa coisa incómoda

    José Manuel Pureza

    Para a direita, o Estado não deve assumir, em nome da comunidade nacional, as consequências da consideração da formação superior como um objetivo estratégico prioritário para Portugal e, portanto, como um bem público

  • “Flor de Maracujá”

    Capicua

    E assim nasceu a ‘‘Flor de Maracujá’’, que pega no mote dado pelo ‘‘sample’’ com a voz de Amália, (...), para falar da entrega de quem canta por primitiva necessidade

  • O que cria os Bolsonaros

    Ricardo Araújo Pereira

    O que cria os Bolsonaros é o eleitorado racista, fascista, machista e estúpido. O que cria os Bolsonaros é chamar racista, fascista, machista e estúpido ao eleitorado

  • Ai madre, moiro de amor

    António Lobo Antunes

    Que esquisito ser bicho, que esquisito ser pessoa também, tomar banho numa selha, mover a bomba da água: o Vergílio parava a carroça sempre ao lado do poço, às vezes deixava-me pegar um bocadinho na rédea, o João não tinha medo das vespas