Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma centena de pessoas critica dimensão "faraónica" do novo estádio olímpico de Tóquio

Lusa

  • 333

Tóquio, 08 nov (Lusa) -- Um grupo de 100 pessoas liderado pelo arquiteto nipónico Fumihiko Maki apresentou uma petição ao Governo japonês para que reduza o 'faraónico' tamanho do futuro estádio olímpico de Tóquio 2020, desenhado pela arquiteta Zaha Hadid.

A iniciativa, apoiada por críticos de arte, cientistas, antropólogos, mas sobretudo por arquitetos, alerta para o impacto negativo que a grande dimensão do projeto pode ter na envolvente urbanísticas e nas suas zonas verdes, explica um despacho da agência Kyodo.

"Tendo em conta que o projeto duplica ou triplica os estádios olímpicos de outros Jogos como os de Atenas ou Londres, preocupa-nos o custo que pode advir da segurança, manutenção e gestão", assinala a petição enviada quinta-feira Ao Ministério do Desporto japonês e ao Governo da cidade de Tóquio.