Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal da Relação condena João Vieira Pinto e absolve restantes arguidos

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 jul (Lusa) - A Relação de Lisboa condenou hoje o ex-futebolista João Vieira Pinto a um ano e meio de prisão por fraude fiscal qualificada e absolveu os restantes arguidos no processo relacionado com a transferência do jogador para o Sporting, em 2000.

Segundo o Tribunal da Relação de Lisboa, a pena de prisão fica suspensa por um período de quatro anos, sob a condição de João Vieira Pinto pagar ao Estado uma indemnização de mais de 600 mil euros, acrescidos de juros de mora desde 2001.

Caso contrário, o atual dirigente da Federação Portuguesa de Futebol será preso.