Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

STE admite aderir à greve da Frente Comum se Governo não recuar na mobilidade

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 mai (Lusa) - O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado admitiu hoje aderir à greve anunciada pela Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública caso o Governo não recue nas propostas relativas à mobilidade especial, agora denominada requalificação profissional.

"Admitimos [juntar-nos à greve anunciada pela Frente Comum], mas temos eventualmente que contactar e saber qual é a vontade dos nossos associados", disse a vice-presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), Helena Rodrigues, à entrada de uma reunião com o secretário de Estado da Administração pública, Hélder Rosalino.

A sindicalista considerou que "as matérias em cima da mesa são suficientemente graves e penalizadoras dos trabalhadores para justificar a mais grave e última forma de luta".