Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Segurança Infantil: 90 mortes em 2010, maioria por acidentes rodoviários

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 jun (Lusa) - Noventa crianças e jovens com menos de 19 anos morreram em 2010 em Portugal, segundo dados do Eurostat, que apontam os acidentes rodoviários nas estradas nacionais como a principal causa de morte infantil.

A mortalidade infantil tem vindo a diminuir desde a década de 90, época em que as mortes entre crianças e jovens ultrapassavam os 500 casos em Portugal, sublinhou hoje a presidente da Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), Sandra Nascimento, durante a apresentação do relatório de Avaliação de Segurança Infantil em Portugal 2012.

Entre 1994 e 2010, o número de mortes infantis baixou de 551 para 90. E, ao longo destes anos, os acidentes rodoviários foram sempre responsáveis por mais de 64 por cento(%) das mortes: o ano menos gravoso foi o de 2006, quando 64,5% das mortes infantis tiveram origem em acidentes rodoviários, e o mais dramático foi o de 2005, com o valor a subir até aos 77,6%.