Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

SaeR considera OE2013 um orçamento do "rutura" e prevê que seja revisto no próximo verão

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 out (Lusa) -- José Poças Esteves, presidente da SaeR, considerou hoje o Orçamento do Estado para 2013 um "orçamento de rutura", que está "nos limites", e que terá que ser revisto "lá para o verão do próximo ano".

O economista, que hoje apresentou aos jornalistas o boletim trimestral da Sociedade de Avaliação Estratégica e Risco (SaeR), considerou que a proposta do OE2013, esta tarde aprovada na generalidade pelo Parlamento, "está mesmo nos limites".

"Este orçamento está nos limites no lado da despesa e no lado da receita. No lado da receita, ninguém tem dúvidas de que os parâmetros e pressupostos macroeconómicos são muito difíceis de ser concretizados e de que o nível de receita está numa lógica não de crescimento, mas de diminuição. Estamos no limite da rutura por esse lado", afirmou.