Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

RTP: CDS-PP critica "ligeireza" com que Borges abordou futuro dos trabalhadores

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 ago (Lusa) -- O CDS-PP recusou hoje fazer, para já, qualquer comentário ao modelo de privatização da RTP divulgado na quinta-feira, mas criticou a "ligeireza" com que foi abordado o futuro dos trabalhadores da empresa, que pode passar pelo despedimento.

"Os trabalhadores da RTP são um ativo, não são um passivo, são na sua maioria quadros qualificados, pessoas com mais-valia para o ramo, e não se pode simplesmente chegar a uma entrevista e dizer que passam como um passivo para um qualquer concessionário", disse à Lusa o deputado centrista Raul Almeida.

O deputado sublinhou que "é uma maneira de estar que não é a do CDS-PP" admitir que os trabalhadores "poderão ser despedidos ou ter um futuro incerto e que a incerteza desse futuro não seja motivo da menor preocupação".