Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Renamo insiste na presença de observadores nas reuniões com Governo de Moçambique

Lusa

  • 333

Maputo, 23nov (Lusa) - A Renamo, maior partido de oposição em Moçambique, voltou a condicionar o diálogo com o Governo à participação de observadores nacionais e internacionais nessas reuniões, descartando a sua participação no encontro marcado para segunda-feira, em Maputo.

"Porque assim poderemos dar continuidade ao nosso trabalho em virtude de termos verificado que as 24 rondas havidas não tiveram nenhum avanço e que já é tempo de considerarmos a presença de outros cérebros para nos ajudarem nestas negociações que estamos a ter com o Governo", disse, hoje, o porta-voz da Renamo, Fernando Mazanga, em conferência de imprensa.

Mazanga recordou que o diálogo em curso foi uma iniciativa da Renamo para resolver as diferenças com o Governo sobre a condução da democracia e das liberdades dos cidadãos em Moçambique.