Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Reforma/Estado: CGTP diz que é "declaração de guerra" à Constituição e aos portugueses

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 out (Lusa) -- O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, considerou hoje que o guião de reforma do Estado representa uma "declaração de guerra" à Constituição e aos portugueses e que o Governo "devia ter vergonha" da proposta.

"Isto é claramente uma declaração de guerra, não é só à Constituição, é aos portugueses", afirmou à Lusa Arménio Carlos, momentos depois de o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, ter apresentado o "guião" para a reforma do estado.

Para o secretário-geral da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), a proposta tem como finalidade "destruir as funções sociais do Estado na área da saúde, Segurança Social e também da educação", com o Governo a querer fazer destas áreas "um instrumento de negócio, reduzindo o peso do Estado e aumentando o peso dos grupos económicos e financeiros".