Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Receitas fiscais sobem 5,2% até março mas a ritmo mais lento que previsto - DGO

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 abr (Lusa) - As receitas fiscais do Estado aumentaram 5,2% até março, em termos homólogos, mas a um ritmo muito mais lento do que o Governo estimava no Orçamento do Estado para 2013, em que previa uma subida de 10,2% desta rubrica.

De acordo com números hoje divulgados pela Direção Geral do Orçamento (DGO), foram arrecadados 8.087,6 milhões de euros em impostos no primeiro trimestre deste ano, um desempenho que se deveu sobretudo aos impostos diretos, que subiram 17,7% no entre janeiro e março deste ano, para os 3.360,7 milhões de euros.

O IRS - Imposto sobre Rendimento de Pessoas Singulares disparou 22,6% no primeiro trimestre (3.002,5 milhões de euros), mas o IRC - Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Coletivas caiu 10,8% (356,6 milhões de euros).