Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quebra na produção das centrais a carvão leva a menos 25% nas emissões de CO2 - Quercus

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 julho (Lusa) - A redução de eletricidade produzida pelas centrais a carvão no primeiro semestre permitiu a quebra de 25% nas emissões de dióxido de carbono, disse hoje a Quercus, que salientou a utilização de fontes renováveis para 72% da luz.

"Tivemos um primeiro semestre de 2013 com um enorme peso de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis, pelas nossas contas conseguimos chegar a 72%", disse à agência Lusa Francisco Ferreira, da Quercus.

Estas fontes alternativas têm "um impacte ambiental muito menor, particularmente nas emissões de dióxido de carbono, e isso levou a que não precisássemos de utilizar tanto carvão nas centrais térmicas", acrescentou.