Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quatro mil novas árvores substituem pinheiros doentes em Santo André, no Alentejo

Lusa

  • 333

Santiago do Cacém, 15 fev (Lusa) -- Quatro mil árvores serão plantadas, até ao final de 2014, em Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, para resolver o problema deixado pelo abate de centenas de pinheiros bravos afetados com a doença do nemátodo.

Segundo o município, mais de 90 por cento do extenso pinhal onde a cidade de Vila Nova de Santo André foi construída estão afetados pela praga do nemátodo, doença que já foi detetada não só nos pinheiros bravos, mas também em alguns pinheiros mansos.

Entre 2013 e 2014, uma área correspondente a mais de 10 hectares será alvo de um plano de reflorestação, com a plantação de alfarrobeiras, sobreiros, azinheiras, pinheiros mansos e medronheiros, contou hoje à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Vítor Proença.