Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quatro homens condenados por raptos em Maputo a penas entre 13 e 17 anos de prisão

Lusa

  • 333

Maputo, 22 nov (Lusa) - Quatro homens foram condenados na quinta-feira a penas entre 13 e 17 anos de prisão pelo Tribunal Judicial da Cidade de Maputo em cúmulo jurídico por crimes de rapto, associação criminosa e posse ilegal de arma.

Os arguidos foram julgados no âmbito de dois casos de rapto ocorridos entre fevereiro e junho de 2012, na capital moçambicana, Maputo, tendo Arlindo Timana e Manuel Valoi sido condenados à pena de 17 anos de prisão, Inácio Mirasse de 15 anos e Alfeu Penicela de 13 anos.

Arlindo Timana, que já havia sido condenado pelo mesmo tipo de crimes a 15 anos de prisão, é filho de Bernardo Timana, recentemente assassinado nos arredores de Maputo, numa ação descrita pelas autoridades moçambicanas como "um possível ajuste de contas", e irmão de Ernesto Timana, que aguarda a sentença de um julgamento em que é acusado de participação em raptos.