Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quase metade dos deficientes visuais dependem de uma prestação social - Estudo

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 dez (Lusa) -- Quase metade dos deficientes visuais dependem de uma prestação social, valor que aumenta para mais de 80% quando estão em causa pessoas em isolamento social, revela um estudo da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO).

O estudo, sobre a "Prestação de serviços e a promoção da vida independente", foi feito entre os sócios e utentes da ACAPO com mais de 16 anos, tendo sido validados 1.325 questionários.

Da totalidade das pessoas inquiridas, 58% são cegos e 42% têm baixa visão e mais de metade (55,7%) são homens. A idade média das pessoas com baixa visão é de 44 anos e das pessoas cegas é de 53 anos, sendo que 42% adquiriu a deficiência visual até aos cinco anos.