Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente de transição da Guiné-Bissau admite que eleições não serão em abril

Lusa

  • 333

Bissau, 18 jan (Lusa) - O Presidente de transição da Guiné-Bissau, Serifo Nhamadjo, admitiu hoje que "infelizmente" não será possível fazer eleições em abril, como estava previsto no acordo de transição assinado em maio de 2012.

O acordo previa a realização de eleições no prazo máximo de um ano e Serifo Nhamadjo já tinha dito que queria eleições gerais em abril deste ano. Nos últimos meses, no entanto, a data tem sido posta em causa por diversos responsáveis e o próprio Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), maior partido, marcou o congresso para maio.

Além de o Governo dizer que não tem dinheiro para fazer eleições também estão por concluir aspetos técnicos, como a feitura de mapas e o recenseamento da população.