Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Petrolífera Chevron condenada a pagar indemnização por danos ambientais na Amazónia

Lusa

  • 333

Quito, 13 nov (Lusa) - Um tribunal do Equador confirmou, esta terça-feira, a condenação da petrolífera norte-americana Chevron ao pagamento de uma indemnização de 9,5 mil milhões de dólares (7.000 milhões de euros) por danos ambientais causados na Amazónia.

Cerca de 30 mil indígenas de Lago Agrio, na província equatoriana de Sucumbíos, na Amazónia, alegam ter adoecido e muitos locais dizem ter contraído cancro na sequência do derrame de petróleo provocado pela operação na região da empresa Texaco, adquirida pela Chevron em 2001, o que terá afetado o abastecimento de água.

A Texaco, que operou no Equador entre 1964 e 1990, foi condenada, em 2011, por um tribunal de Sucumbíos a pagar uma indemnização de 9,5 mil milhões de dólares (7.000 milhões de euros), valor que duplicaria caso não apresentasse um pedido de desculpas público pelos danos ambientais que causou na região.