Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Peritos pedem encerramento de Guantánamo e investigação à greve de fome

Lusa

  • 333

Washington, 02 mai (Lusa) -- Peritos da ONU e da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) instaram os Estados Unidos a avançarem com o encerramento da prisão de Guantánamo e a permitir uma investigação independente à greve de fome seguida por 100 dos 166 detidos.

Em comunicado, divulgado na quarta-feira, a CIDH, o Grupo de Trabalho da ONU sobre Detenção Arbitrária e três relatores especiais das Nações Unidas fazem um "apelo urgente ao Governo dos Estados Unidos para respeitar e garantir a vida, saúde e integridade pessoal dos detidos da Base Naval de Guantánamo (em Cuba), particularmente no contexto da atual greve de fome".

O Pentágono reconheceu que 100 dos 166 detidos estão em greve de fome, que 20 estão a ser alimentados à força e que cinco estão no hospital.