Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa deixa Brasil com "saudade" e pedindo a bispos que não sejam "príncipes"

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 28 jul (Lusa) -- O papa Francisco concluiu hoje uma visita de uma semana ao Brasil apelando aos bispos latino-americanos para não se comportarem como "príncipes" autoritários, com agradecimentos pelo acolhimento no maior país católico do mundo e mesmo "saudade".

"Parto com a alma cheia de recordações felizes; essas - estou certo - tornar-se-ão oração. Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil, este povo tão grande e de grande coração; este povo tão amoroso", disse o papa antes do regresso a Roma, numa cerimónia de despedida, na Base Aérea do Aeroporto Internacional do Galeão (Rio de Janeiro), em que o vice-presidente brasileiro Michel Temer representou a presidente Dilma Rousseff.

Citado pelo jornal Estado de São Paulo, o papa Francisco mencionou em particular as "saudades" do "entusiasmo dos voluntários", do "olhar dos jovens no Hospital São Francisco", bem como da "fé e da alegria em meio à adversidade dos moradores da [favela da] Varginha", alguns dos locais por onde passou na última semana.