Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

País não está "em tempo" de suportar transmissão de futebol em sinal aberto - Miguel Relvas

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 nov (Lusa) -- O ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares afirmou hoje, no Parlamento, que o país não está "em tempo" de ter despesa com a transmissão dos jogos de futebol da Primeira Liga e da Liga dos Campeões em sinal aberto.

Miguel Relvas, presente em audição conjunta em três comissões parlamentares no âmbito da discussão na especialidade da proposta do Orçamento do Estado para 2013 (OE2013), indicou que o PS lhe fez chegar um requerimento no passado fim de semana, perguntando "porque é que no despacho de interesse público [de acontecimentos de interesse nacional que devem ser transmitidos em sinal aberto], na área desportiva, não estavam os jogos da Primeira liga e os jogos da Taça dos campeões".

Por duas razões, respondeu o ministro. "A primeira porque entre 2004 e 2010, o futebol custou à RTP 109 milhões de euros. Não estamos em tempo de ter esse tipo de despesa. O que considerei de relevante interesse público é a passagem em canal aberto público dos jogos da seleção nacional [de futebol] e mesmo assim é um investimento muito significativo", afirmou.