Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Orçamento da UE divide "claramente" países contribuintes e da coesão -- Comissão Europeia

Lusa

  • 333

Bruxelas, 20 nov (Lusa) -- O comissário europeu dos Assuntos Institucionais observou hoje que há "claramente" uma divisão entre os estados-membros contribuintes líquidos para o orçamento comunitário e os países amigos da coesão, caso de Portugal, "muito resistentes" aos cortes defendidos pelos primeiros.

Falando numa conferência de imprensa no final de um Conselho de Assuntos Gerais, preparatório da cimeira de líderes europeus que tem início quinta-feira para tentar "fechar" um acordo sobre o orçamento plurianual da União Europeia para 2014-2020, Maros Sefcovic disse que "pode ver-se muito claramente uma divisão na sala entre os 'amigos' de uma maior eficiência nas despesas e os amigos da coesão".

Apontando que se "pôde sentir muito claramente que os contribuintes líquidos pedem cortes ainda mais profundos" no orçamento, o comissário observou que "houve uma resistência muito forte dos estados-membros da coesão a estes cortes, e pedidos no sentido de a proposta ser reequilibrada".