Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Passos Coelho considera normais alterações às propostas orçamentais do Governo

Lusa

  • 333

Cádis, Espanha, 17 nov (Lusa) - O primeiro-ministro escusou-se hoje a justificar a redução da sobretaxa em sede de IRS de 4% para 3,5%, mas considerou normal que as propostas de Orçamento do Estado sejam alteradas, afirmando que isso sempre aconteceu.

"Não há memória de um Orçamento ser aprovado tal qual foi apresentado. É um processo que decorre normalmente, quer por iniciativa do Governo, quer por iniciativa dos partidos na Assembleia da República", declarou Pedro Passos Coelho aos jornalistas, durante uma conferência de imprensa conjunta com o Presidente da República, no final da XXII Cimeira Ibero-Americana, em Cádis, Espanha.

O primeiro-ministro tinha sido questionado sobre o motivo pelo qual o Governo apresentou inicialmente uma sobretaxa em sede de IRS de 4%, se era possível que esta fosse de 3,5%.