Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Música: Fabricante de guitarras Gibson vai pagar 242 mil euros por uso de madeiras protegidas

Lusa

  • 333

Nova Iorque, Estados Unidos, 07 ago (Lusa) - O fabricante das míticas guitarras elétricas Gibson vai pagar uma multa de 300 mil dólares (242 mil euros) por uso indevido de madeiras protegidas de Madagáscar e da Índia, anunciou o governo norte-americano, citado pelas agências internacionais.

Além da coima, a empresa de Nashville, no Estado de Tennessee, terá de renunciar à madeira de ébano que lhe foi confiscada durante as investigações e avaliada em 261.844 dólares (211.256 euros) e pagar adicionalmente 50 mil dólares (40 mil euros) a uma organização que luta pela conservação das florestas e das árvores cuja madeira é utilizada na produção de instrumentos musicais.

Segundo o Departamento de Justiça norte-americano, o fabricante das guitarras violou a legislação dos EUA que proíbe a compra e importação de pau-rosa e ébano da Índia e de Madagáscar, madeiras protegidas que empregava na produção das suas guitarras.