Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Moçambique é palco de "um extermínio" do elefante e do rinoceronte - WWF

Lusa

  • 333

Maputo, 09 abr (Lusa) - O Fundo Mundial para a Natureza (WWF) denunciou hoje que Moçambique assiste a "um extermínio" do elefante e do rinoceronte, tendo perdido nos últimos dois anos 2.500 elefantes, principalmente nas áreas de conservação.

Num comunicado que "retrata a situação da caça furtiva em Moçambique nos últimos anos", o WWF refere que 2.500 elefantes foram abatidos ilegalmente nos últimos dois anos e que o país perdeu pouco mais de 12 milhões de dólares em receitas relacionadas com o turismo cinegético.

"Este extermínio, que ocorre um pouco por todo o país e com maior incidência nas áreas de conservação e outras áreas livres de maior concentração, tem como autores principais cidadãos nacionais e estrangeiros", diz a organização de defesa da vida selvagem.