Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Minoria rohingya precisa urgentemente de ajuda humanitária na Birmânia -- MSF

Lusa

  • 333

Banguecoque, 07 fev (Lusa) -- A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) alertou hoje que dezenas de milhares de pessoas da minoria muçulmana rohingya precisam de ajuda humanitária urgente, dada a falta de cuidados de saúde em Rakhine, na Birmânia.

Quatro meses depois dos últimos confrontos sectários entre rohingyas e budistas no leste do país, a MSF apelou às autoridades para que acabem com o isolamento nos campos de refugiados e com as ameaças de que são alvos trabalhadores da organização não-governamental.

"Milhares de pessoas perderam as suas casas e vivem em acampamentos precários, sem assistência médica, água corrente ou serviços básicos. Segundo estimativas oficiais, a maioria dos deslocados pertence à minoria muçulmana rohingya", indicou a MSF num comunicado.