Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministro colombiano diz haver chefes guerrilheiros a viverem como "burgueses"

Lusa

  • 333

Tame, Colômbia, 19 set (Lusa) -- O ministro colombiano da Defesa, Juan Carlos Pinzón, disse quarta-feira haver chefes guerrilheiros que vivem "como burgueses" foram do país, numa ação em que apelou aos rebeldes das FARC e o ELN para desmobilizarem.

Pinzón enviou a mensagem aos guerrilheiros em Tame, mununcipio de Arauca, fronteiro com a Venezuela, onde ouviu quatro testemunhos de antigos membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) que foram reintegrados na sociedade e beneficiam de proteção e apoio do Estado.

Segundo o ministro, chefes das FARC e do Exército de Libertação Nacional (ELN) "vivem divinamente e até noutros países, fumam tabaco e bebem rum" enquanto os guerrilheiros combatem as Forças Militares.