Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Londres2012: Portugal - "A política não terá lugar na Missão" - Mário Santos

Lusa

  • 333

Londres, 26 jul (Lusa) -- O chefe da missão portuguesa aos Jogos Olímpicos Londres2012, Mário Santos, disse hoje que "a política não tem lugar" na delegação, evitando comentar a eventual recandidatura de Vicente Moura à presidência do Comité Olímpico de Portugal (COP).

Em entrevista ao jornal A Bola publicada hoje, Vicente Moura dá a entender que poderá candidatar-se a mais um mandato, depois de ter anunciado que não o faria, e ao mesmo tempo reconhece que está dependente dos resultados que os atletas portuguesas obtiverem em Londres, entre 27 de julho e 12 de agosto.

"A única pressão é dos nossos adversários, que são os outros países. De resto, estamos imunes a isso e completamente focados na competição. A política não tem lugar na missão e a missão está alheada dela. São poucos dias, temos de nos concentrar, é a oportunidade e não vamos perder um segundo ou um centésimo com algo que seja exterior à nossa competição", afirmou Mário Santos, em conferência de imprensa, na véspera da cerimónia de abertura.