Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jerónimo fala de corte de 4,7 mil milhões de euros como "operação kamikaze"

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 jun (Lusa) - O secretário-geral do PCP classificou hoje como uma "operação kamikaze" o corte de 4,7 mil milhões de euros na despesa acordado com a 'troika', questionando o primeiro-ministro sobre quem serão as vítimas desse corte.

"Diga senhor primeiro-ministro, esses 4 mil e 700 milhões que os senhores pretendem vão ser sacados a quem? Os senhores definiram o montante, os senhores e o FMI já decidiram as vítimas, mas pode haver ainda dúvidas quanto à forma de aplicação", afirmou o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, durante o debate quinzenal com o primeiro-ministro no Parlamento.

Referindo-se ao corte de 4,7 mil milhões de euros como uma "operação kamikaze", Jerónimo de Sousa desafiou depois o primeiro-ministro a explicar quais são os objetivos do executivo.