Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Investigadores das universidades do Minho e do Porto premiados por estudos da dor

Lusa

  • 333

Braga, 08 jun (Lusa) - Duas equipas de investigadores das universidades do Minho e do Porto foram contempladas com o Prémio Grünenthal Dor 2012, recebendo cada qual o valor de 7.500 euros, anunciou hoje a fundação promotora.

Segundo a Fundação Grünenthal, o Prémio de Investigação Clínica foi ganho por três investigadores da Universidade do Minho, com um trabalho sobre analgesia de resgate a pacientes que se sujeitaram a uma cirurgia de retirada do útero (histerectomia).

Patrícia Pinto, investigadora principal do estudo, sublinhou que esta investigação permitiu concluir que a decisão dos profissionais de saúde em administrar analgésicos de resgate 48 horas após a realização duma histerectomia é influenciada não só pela intensidade de dor pós-cirúrgica reportada pelas pacientes, mas também por outras variáveis clínicas, como o tipo de anestesia a que foram submetidas.