Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/swap: Ministra entendeu como "ameaças" avisos de bancos de que podiam cancelar contratos

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 nov (Lusa) - A ministra das Finanças disse hoje que entendeu como "ameaças" os avisos de bancos internacionais de que podiam exercer cláusulas de vencimento antecipado para fecharem contratos 'swaps', com perdas significativas para o Estado.

"Os senhores deputados julgarão como deve ser interpretada uma interpelação de um banco a uma empresa em que diz que tem a possibilidade de exercer esse direito [de vencimento antecipado]. Ouvindo isto parece-me claramente uma ameaça", disse Maria Luís Albuquerque, no Parlamento, na comissão de inquérito aos contratos 'swap' contratados por empresas públicas.

A governante referia-se, em específico, às declarações que responsáveis do banco JP Morgan fizeram nesta mesma comissão, ainda este mês, em que garantiram que nunca ameaçaram cancelar contratos e que o que fizeram foi contactar as empresas públicas dando conta de que isso podia acontecer.