Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/PPP: Prorrogação do contrato era o que "melhor servia o interesse público" - António Mendonça

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 out (Lusa) -- O antigo ministro das Obras Públicas António Mendonça defendeu hoje que em 2010 a prorrogação do contrato da concessão do comboio da ponte 25 de Abril com a Fertagus era a hipótese que "melhor servia o interesse público".

Na comissão de inquérito parlamentar às parcerias público-privadas, António Mendonça disse que "todas as hipóteses eram possíveis" na renegociação do contrato de concessão com a Fertagus, mas defendeu que "a prorrogação do contrato [até 2019] era o que melhor servia o interesse público".

"Atuámos no estrito cumprimento da lei e do interesse público, uma vez que estava salvaguardada a qualidade do serviço e não havia lugar ao pagamento de indemnizações compensatórias pelo Estado", defendeu o ministro das Obras Públicas do último Governo de José Sócrates.